quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

DURANTE INAUGURAÇÃO, ESTUDANTES CHAMAM LULA DE DEMAGOGO

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi alvo de manifestações durante a inauguração do Memorial Darcy Ribeiro, batizado de "beijódromo". Alunos protestavam contra o reitor da UNB (Universidade de Brasília), José Geraldo Sousa Júnior e contra a obra. O presidente José Mujica (Uruguai), também estava presente.
Enquanto discursava, o reitor foi vaiado e teve que ouvir gritos. "UNB sucateada", "chega de mentira" e "fora repressão" foram algumas das expressões gritadas em coro pelos alunos.
O ministro da Cultura, Juca Ferreira, pediu um acordo com os manifestantes, que parassem de gritar em respeito a Lula e Mujica. "A hora é de saudar o mestre Darcy Ribeiro", afirmou Ferreira, que desistiu de discursar por causa do calor. Disse que publicará seu discurso no site do Ministério da Cultura.
O beijódromo custou cerca de R$ 8,5 milhões e ficou pronto em poucos meses. Por conta da rapidez das obras, os alunos criticavam o fato de a Casa do Estudante não ter ficado pronta como foi prometido pela reitoria.
Ao começar a discursar, Lula também foi alvo dos manifestantes. Enquanto falava da biografia de Darcy Ribeiro, os alunos gritavam "demagogo". O presidente pareceu irritado e o volume do microfone foi aumentado. Do lado de fora, os estudantes ainda gritavam. "Ô Lula, deixa a galera entrar".
*Com informações da Folha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário