segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Juazeiro do Norte tem 3º maior PIB do Estado

157%, entre 2004 e 2008. Saltou de R$ 770 milhões para R$ 1,986 bilhão. Foi o segundo maior crescimento entre os municípios do Estado no período, o que lhe propiciou duas colocações acima no ranking cearense, ultrapassando Caucaia (R$ 1,952 bilhão) e Sobral (R$ 1,702 bilhão). Em 2º lugar, atrás apenas de Fortaleza, continuou Maracanaú, com R$ 3,121 bilhões de bens produzidos.
Clique para Ampliar
Para a economista do Ipece, Eloísa Bezerra, a importância do triângulo Crajubar (Crato-Juazeiro-Barbalha) no Cariri para as demais cidades próximas tem ajudado no fortalecimento do PIB daquela região. "É a Região Metropolitana do Cariri que vai se consolidando. Grandes lojas estão chegando por lá, shopping e outros investimentos. O setor de serviços e, sobretudo, o comércio também pujantes. É um polo que influencia e transborda, inclusive, para outros municípios de estados vizinhos", comentou a especialista.

Pecém
Outro cidade que apresentou aumento significativo na participação do PIB cearense foi São Gonçalo do Amarante. O município pulou de R$ 108 milhões, em 2004, para R$ 610 milhões, em 2008. Foi a única a superar o crescimento de Juazeiro do Norte, com  
variação de 464%.

Para Eloísa Bezerra, a quantidade de investimentos direcionados para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém tem alavancado a economia da área. "Desde 2006, São Gonçalo vem apresentando esse desempenho. Apesar de alguns empreendimentos ainda não estarem necessariamente implantados, o porto, a circulação das mercadorias e a prestação de serviços já aumentaram a arrecadação no município", analisou. 

ENTRE AS CAPITAISPer capita de Fortaleza é 21º do País
No Estado, Eusébio, Horizonte, Maracanaú e S. Gonçalo do Amarante tiveram maior PIB per capita em 2008
O somatório de todos os bens e serviços produzidos, divididos pela quantidade de habitantes de Fortaleza, revelou que, em 2008, o PIB per capita da maior cidade do Ceará continuou sendo um dos piores entre todas as capitais brasileiras. Com valor de R$ 11.461,22 - a Capital cearense ficou na 21ª posição, à frente apenas de João Pessoa, Natal, Belém, Salvador, Maceió e Teresina. Todas das regiões Norte e Nordeste do País.

No ranking de todos os municípios brasileiros, a maior cidade do Ceará ficou na 1.637ª posição. Na comparação interna no Estado, o PIB per capita de Fortaleza foi superado por outras quatro cidades, todas inseridas em sua Região Metropolitana: Eusébio (R$ 23.204,78), Horizonte (R$ 15.946,59), Maracanaú (R$ 15.620, 27) e São Gonçalo do Amarante (R$ 14.439,92). O primeiro município do interior que aparece no quadro dos maiores do Estado é Quixeré, em sétimo lugar, com R$ 10.162,77.
"Fortaleza tem uma população muito grande, o que amplia o denominador. Obviamente, a per capita tende a diminuir", justificou Eloísa Bezerra, lembrando que no caso do Município do Eusébio, a explicação é justamente a contrária. "Como há poucas pessoas na cidade e o PIB é elevado, a per capita sobe", complementou.
Clique para Ampliar
Em contrapartida, os valores mais baixos valores foram encontrados em Martinópole (R$ 2,4 mil); Catarina e Saboeiro (RS 2,5 mil cada); e Poranga e Tejuçuoca (R$ 2,6 mil cada).

Valor adicionado
Na comparação de Fortaleza com os principais municípios das demais unidades federativas do Brasil, sobre o valor adicionado bruto total dos serviços e a participação relativa, a Capital cearense ficou com R$ 18,987 bilhões, em 9º lugar, com participação relativa de apenas 1,1%. Na região nordestina, apenas Salvador a superou, na 8ª posição no ranking, com R$ 20,707 bilhões e participação relativa um pouco mais alta, de 1,2%. Outra grande cidade do Nordeste, Recife ficou em 11º, com R$ 15,027 bi, e índice relativo de 0,9%.

ILO SANTIAGO JÚNIOR
Repórter

Nenhum comentário:

Postar um comentário