quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

MEC diz que vai contatar até sexta-feira alunos que terão de refazer Enem

O MEC (Ministério da Educação) informou que vai contatar todos os cerca de 2.800 alunos que terão direito a refazer o Enem (Exame Nacional do Ensino médio) até a próxima sexta-feira (10). 

O ministério começou, na semana passada, a entrar em contato com os candidatos individualmente, via e-mail, telefone ou SMS (mensagem via celular). 

É só a partir dessa notificação que os alunos saberão se estão entre os alunos que podem fazer o exame, marcado para o dia 15. O MEC não vai divulgar uma lista com o nome dos beneficiados. 

Para ter esse direito ao segundo exame, o candidato precisa ter recebido a prova amarela de sábado (6/11) com erro de impressão, não ter tido seu caderno de questões trocado, e ter tido seu caso registrado em ata. 

Alguns alunos relataram à Folha que, apesar de terem tido problema com a prova amarela e de não terem recebido um novo caderno de questões, não sabem se os fiscais de prova registraram o ocorrido em ata. 

A orientação é que esses alunos esperem algum tipo de contato do ministério até o fim da semana. 

Os alunos contatados receberão, posteriormente, o cartão de confirmação de inscrição. O MEC, no entanto, ainda não definiu o prazo de envio do documento. 

MUDANÇA DE DATA

A defensoria pública federal no Rio de Janeiro oficiou o MEC na segunda-feira pedindo a alteração do dia marcado para a reaplicação do exame, dia 15, uma quarta-feira.

De acordo com o defensor André Ordacgy, a data escolhida coincide com outros vestibulares --ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) e Universidade Federal do Piauí, por exemplo-- e, por ser em dia útil, atrapalha os alunos que trabalham.

"Nossa sugestão é que a prova seja feita no dia 18, um sábado", diz Ordacgy.

O defensor diz que, se o MEC não responder até quinta-feira, pretende entrar com uma liminar em que pede não só a mudança de data, mas também a publicação de uma lista com o nome dos alunos que terão o direito de refazer o exame.
Fonte: Folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário