domingo, 2 de janeiro de 2011

Dilma dá início ao governo participando de reuniões bilaterais

Dilma se reuniu esta manhã (2) com autoridades de outros países para falar sobre compromissos bilaterais. A primeira agenda de Dilma seria uma reunião com presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Mas ele acabou voltando ontem à noite para Caracas. Sem Chávez, a presidente recebe o príncipe Felipe de Astúrias.
Dilma recebeu também presidente do Uruguai, José Mujica, o primeiro-ministro da Coréia do Sul, Kim Hwang-Sik, o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, o vice-presidente de Cuba, José Ramón Machado Ventura e o ex-primeiro-ministro do Japão, Taro Aso.
A assessoria da presidente reservou 30 minutos para cada reunião bilateral. Não há compromissos oficiais na parte da tarde.

PRIMEIRA REUNIÃO

Amanhã à tarde, Dilma fará sua primeira reunião de coordenação, mantendo o formato adotado durante o governo Lula.
Neste encontro, a presidente dará as primeiras diretrizes oficiais à sua equipe para montar um plano de ação para os primeiros 100 dias de governo. Também deve começar a discutir nomeações de segundo escalão.
Dilma quer agendar, por exemplo, uma reunião com os 27 governadores para analisar a montagem de planos nas áreas de saúde e segurança, temas considerados prioritários por ela.
A presidente acredita que, mantendo a economia no ritmo atual e acelerando os investimentos, deixará sua marca se terminar o mandato reformulando essas duas áreas, as que têm a pior avaliação no governo Lula.
Na primeira reunião de coordenação vão participar o vice Michel Temer e os ministros Antonio Palocci Filho (Casa Civil), Gilberto Carvalho (Secretaria Geral), Mantega, Miriam Belchior (Planejamento), Luiz Sérgio (Relações Institucionais) e José Eduardo Cardozo (Justiça).

Nenhum comentário:

Postar um comentário