quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Manoel Santana reassume Prefeitura de Juazeiro

Menos de 24 horas após ser cassado, prefeito de Juazeiro do Norte volta ao cargo na cidade polo do CaririClique para Ampliar
Fortaleza/ Juazeiro do Norte. Manoel Raimundo de Santana Neto reassumiu a Prefeitura do Município de Juazeiro do Norte. A votação realizada na Câmara Municipal da cidade, que havia cassado o gestor e afastado o vice-prefeito, José Roberto Celestino, foi anulada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, desembargador Ernani Barreira Porto. "A sessão foi inconsistente, ilegal. O processo não tem justificativa legal, nem fundamento e agora foi desqualificado", disse o prefeito Manoel Santana, logo após sair a decisão.

Prefeito visita Sistema Verdes Mares e fala sobre turbulência política



Ainda comemorando sentença, afirmou que o fato que aconteceu na Câmara Municipal de Juazeiro foi um "absurdo". "Foi um golpe de Estado em estilo antigo. Ele (vereador José de Amélia Júnior) me cassou, cinco minutos depois afastou o vice-prefeito e se autoproclamou prefeito".

De acordo com Santana, as acusações eram que as Secretarias de Educação e de Ação Social estavam tendo favorecimento em algumas obras. "O que não é verdade. Pelo contrário, mais de 200 obras foram feitas. Os fatos denunciados não têm comprovação e não tivemos direito à defesa, estamos sendo vítimas". Ele ainda destacou que o presidente da Câmara "queria que a gente aceitasse coisas com as quais não concordávamos. Além disso, também fiz denúncias contra a Câmara".

Manoel Santana afirmou que todas as denúncias estão sendo apuradas. "O Ministério Público está investigando". Para ele, o presidente da Câmara está querendo atrapalhar a festa do Centenário. "Ele vai procurar reacender o caso para enfraquecer a festa. Porém, não vamos deixar que nada atrapalhe o Centenário de Juazeiro do Norte".

Instabilidade
O clima político na cidade de Juazeiro do Norte ainda está instável, mesmo com o retorno do prefeito Manoel Santana. A população quer uma mudança no panorama político para que a cidade volte a ser administrada de forma mais pacífica e alcance progresso. Com essa situação, há um temor dos líderes de vários setores que a cidade saia prejudicada economicamente, principalmente num ano de destaque do seu centenário.

História
Segundo o presidente da Comissão do Centenário, Geraldo Barbosa, historicamente a cidade tem uma marca de grandes batalhas religiosas e políticas, de momentos em que houve invasões, até o fechamento de igrejas. "Tudo acabou sendo resolvido de forma pacífica", lembra. Mesmo durante a guerra de 1914, em que houve baixas, ele destaca a total independência de um Município que tem como grande marca a economia e o destaque como cidade metropolitana, dentro do processo de desenvolvimento regional.

Ontem pela manhã, o então prefeito interino, José de Amélia Júnior, que havia ocupado as dependências do gabinete do prefeito na última segunda-feira à tarde, não compareceu à Prefeitura. O clima do funcionalismo era tenso e ainda não se sabia da liminar do prefeito, que o traria de volta ainda à tarde para ocupar o cargo.

Para o engenheiro agrônomo Francisco das Chagas Boaventura, é importante que haja investigações para que tudo seja passado a limpo na cidade. "Há muito tempo que vejo nessa cidade uma política viciada", diz ele. O importante, conforme o engenheiro, é que Juazeiro tenha um clima de paz e as pessoas possam viver com tranquilidade. "Acredito que esse quadro vai se reverter e haja uma integridade política", afirma.

Investimentos
Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Juazeiro, Michel Araújo, a forma como é tratada a política na cidade pode acarretar em prejuízos para novos investimentos. Ele classificou como "horrível" o que aconteceu na Câmara, já que pessoas foram acusadas, afastadas e sem o direito de defesa.

"Tudo isso acaba repercutindo de uma forma muito negativa para a cidade. As pessoas que quiserem investir vão pensar duas vezes", diz. Para o recém-empossado líder classista, a principal alternativa nesse momento é a abertura de diálogo. "Se não resolver a questão política, só temos mesmo a perder", completa.

Prejuízo
"A forma como é tratada a política na cidade pode acarretar prejuízos econômicos"
Michel Araújo
Presidente da Câmara de Juazeiro do Norte

"Juazeiro sempre teve momentos marcantes na política, mas tudo acabou bem"
Geraldo BarbosaPresidente da Comissão do Centenário

"É importante que haja investigações para que tudo seja passado a limpo na cidade"
Francisco das ChagasAgrônomo

MAIS INFORMAÇÕES 
Prefeitura do Município de Juazeiro do Norte - Região do Cariri
Praça Dirceu Figueiredo, S/N
Telefone: (88) 3566.1044

EVELANE BARROS/ ELIZÂNGELA SANTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário