terça-feira, 27 de outubro de 2009

Palestras e Propostas fecham a II Conferência Municipal de Cultura de Juazeiro do Norte- Ce

 29 de outubro de 2009  a II Conferência Municipal de Cultura encerra com a participação de Instituições, Ongs, Grupos de Tradição Popular, autoridades e apreciadores.
A Secretaria da Cultura brinda mais uma concretização municipal .

Secretária da Cultura de Juazeiro do Norte- Glória Ramos Tavares fala da importância Da II Conferência

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

II CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA Juazeiro do Norte-Ce


A GDA e Secretaria da Cultura em sua forma  singular traduz a expressão  DESENVOLVIMENTO, VIDA E ARTE e apresenta a II Conferência Municipal de Cultura com o tema: CULTURA, DIVERSIDADE, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO.
Venha, participe e faça a diferença.  
Local: TEATRO MARQUISE BRANCA, Av: Padre Cícero S|N  Salesiano ao lado da linha férrea
Horário: 8:00H ÁS 18:00H

domingo, 18 de outubro de 2009

ENCERRAMENTO DO V ENCONTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS - JUAZEIRO VENDE ARTESANATO AO MUNDO



Mais de 10 mil visitantes, muitas atrações, mais de R$ 1 milhão em negócios, mais projeção no Brasil e no Mundo. São marcas de sucesso do V Encontro Internacional de Negócios do Cariri, em Juazeiro do Norte, contribuição influente e decisiva para abertura de novos mercados nacionais e internacionais aos produtos do Cariri. De acordo com Tânia Porto(foto), executiva e articuladora do Sebrae-Cariri, responsável pelo evento que movimentou a semana em Juazeiro, esse encontro serviu, sobretudo, para reafirmar o potencial diversificado e qualificado do artesanato caririense, atendendo às expectativas e às exigências de compradores nacionais e estrangeiros.
Com a participação de várias cidades do Vale do Cariri e de outros Estados, especialmente Piauí, Pernambuco e Paraíba, o encontro do Sebrae deu destaque aos produtos de artesanato, que representam uma identidade cultural da região e desperta muito interesse em várias partes do mundo. E reafirmou a posição avançada de Juazeiro do Norte como centro de negócios internacionais do Cariri. Durante o encontro, de 20 a 25 deste outubro, no Palácio da Microempresa do Cariri, Juazeiro, conhecido como capital nacional do artesanato, por sua riqueza e beleza, além da variedade e da qualidade, mostrou o que tem de melhor em produtos feitos com muito arte e imaginação: artesanato mineral, areia colorida, crochê, côco, biojóias, pedra sabão, bordados, cordel, redes, rendas de bilro, tecelagem, cestaria e diversos tipos de xilogravura. Participaram 62 expositores vendedores, 21 compradores nacionais e internacionais, inclusive da Alemanha e da Suíça, além de 16 arquitetos visitantes da Casa Cor 2008. Segundo Tânia Porto, nessa entrevista ao Juanorte, a Feira de Artesanato do Cariri, dentro do IV Encontro Internacional de Negócios, "apresentou. produtos de qualidade, de artesãos mais qualificados e ganhou com a presença de arquitetos, contribuindo para uma maior interação entre esses profissionais e o segmento artesanal". Para ela, o evento em Juazeiro atingiu seu objetivo geral de proporcionar a abertura de novos mercados ao artesanato caririense, buscando intensificar sua internacionalização. Durante a feira, um dos 62 artesãos participantes, Expedito Seleiro, recebeu homenagem especial. Ele é hoje um dos principais divulgadores do artesanato do Cariri no Brasil. Suas bolsas e sandálias, produzidas em couro, têm inspirado até desfiles de marcas famosas no sul do País. Por isso, em reconhecimento à sua contribuição para maior valorização e promoção da cultural regional, foi homenageado pelo Governo do Ceará com o título de Mestre da Cultura. Celebração fez parte da programação especial da feira que teve, diariamente, até o encerramento, nesse sábado(25), shows noturnos com a participação de artistas de Juazeiro, do Cariri e de outras regiões do Nordeste. Para o sucesso do V Encontro Internacional de Negócios, o Sebrae-Cariri contou com o apoio da Prefeitura de Juazeiro do Norte, do Governo do Ceará, da Federação das Associações de Comércio, Indústria, Serviços e Agropecuária do Ceará, Federação das Indústrias do Ceará, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Agência de Promoção de Exportações, Universidade Regional do Cariri, Fecomércio-Sesc-Juazeiro e outros parceiros. "Foi um encontro interessante e produtivo que, além de negócios, proporcionou intercâmbio cultural e atingiu seu objetivo de projetar mais Juazeiro e o Cariri para o Brasil e o Mundo", conclui Tânia Porto.


TÂNIA PORTO- Executiva e Articuladora -SEBRAE Juazeiro do Norte e JULIANA REIS- GDA" Gerente de Divisão de Artesanato".




quinta-feira, 15 de outubro de 2009

GDA e Secretaria da Cultura de Juazeiro do Norte - SEBRAE no V Encontro Internacional de Negócios


Juazeiro do Norte. Uma oportunidade para o artesão da região do Cariri mostrar o seu produto para o mercado nacional e internacional acontece com a II Feira de Artesanato da Região e o V Encontro Internacional de Negócios do Cariri. O evento será aberto às 19 horas de hoje, no Palácio da Microempresa, neste município, e vai até o dia 17. A expectativa do volume de negócios fechados a curto, médio e longo prazos é de R$ 1,5 milhão.
O encontro tem o objetivo de fomentar, ampliar os negócios e divulgar o artesanato da região, além do turístico. De acordo com o gestor do Programa de Artesanato do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Vicente Gregório Teixeira, "é uma eficiente vitrine que se forma para apresentar esse potencial diversificado do artesanato nordestino e também caririense".
O V Encontro Internacional vai dar visibilidade ao trabalho popular manual, com a exposição de esculturas em madeira, trançado em palha de milho e sisal, rede a sol bordada, xilogravura e literatura de cordel, com o trabalho dos xilógrafos e poetas da gráfica Lira Nordestina.

Juliana Reis-Gerente de Artesanato e Frederico Represantante do SEBRAE de Juazeiro do Norte no V Encontro Internacional  de Negócios no Cariri



V ENCONTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIO NO CARIRI " Rodada de Negócios"

 Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte
Secretaria da Cultura-Secult
Secretaria de Desenvolvimento-Sedeta
Secretaria do meio Ambiente-Semasp


ESPAÇOS
Como forma de mostrar a beleza e a diversidade do artesanato local, além de sua funcionalidade, serão criados dois espaços, um deles fazendo conexão com os meios de hospedagem e Turismo e representando um hotel, e o outro, um escritório multiprofissional..
A finalidade é mostrar o uso do artesanato regional, proporcionando uma identidade visual aos ambientes.
O Encontro Internacional de Negócios do Cariri foi realizado pela primeira vez em 2004. A intenção foi reunir em um só lugar toda a riqueza do artesanato nordestino, representada pelo artesanato produzido no Cariri. De acordo com Gregório, o artesanato local representa um polo de referência no Estado, movimentando mais de R$ 1 milhão por ano.
Para o gestor, a feira é o resultado direto e visível de todo um trabalho desenvolvido na região, com ações de acesso a mercado, capacitação, tecnológica e gerencial, com aperfeiçoamento de design, aproveitando o potencial representado pelo produto local.

GDA  divulgando e apresentando,  espaços e  associações presentes na rodada de negócios do
 V Encontro Internacional do Cariri
Valor agregado
"O artesanato, no Cariri, tem valor agregado e o peso cultural de tudo que representa a região", reforça ele. A feira será aberta ao público somente nos dias 16 e 17, das 16 horas às 22 horas. Nestes dois dias, após a rodada de negócios, toda a produção exposta estará disponível para comercialização aos participantes interessados.
O comprador alagoano, Reimes Soares, já é um veterano em Juazeiro. Ele e sua mãe viajam o Nordeste para a compra de produtos de artesanato para comercializar em seu Estado. "O material do Cariri é bem interessante. A qualidade é uma referência importante", destaca. Mas a diferença mesmo é para quem entende de produto bem acabado. A questão cultural da região tem um peso importante e engloba um valor, por trazer uma referência da riqueza do Cariri.

VALOR
O artesanato, no Cariri, tem valor agregado e o peso cultural de tudo que representa a região"
Vicente Gregório Teixeira
Gestor de Projeto do Artesanato



Mais informações

Palácio de Microempresa

Rua São Pedro, s/n, Matriz

Juazeiro do Norte - CE

(88) 3512.3322

PONTO DE CULTURA MESTRE NOZA
  
Artesã- Célia-Presidente da Associação GENIPOART

Atesão-Luciano Silva-Presidente da Associação Mãe das Dores.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

A SECRETARIA DA CULTURA APRESENTA Ladeira das Cores Gilberto Pereira.


      A Secretaria da Cultura de Juazeiro do Norte apresenta neste dia 07 de outubro de 2009, na Galeria de Arte do SESC a exposição de Gilberto Pereira "LADEIRA DAS CORES "
             SESC confirma mais uma parceria e brinda a Arte, Cultura e envolvimento artístico no que se refere às Artes Visuais no contexto deste evento.



























Secretária  da Cultura- Glória Ramos Tavares e Gilberto Pereira Artista Plástico













Sinta-se convidado a fazer essa viagem nas Cores da Ladeira, onde a arte nos leva a criatividade de pensamentos imaginários.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

A GDA (Gerencia de Divisão de Artesanato) no V ENCONTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS DO CARIRI


A GDA (Gerência de Divisão de Artesanato) e  Secretaria da Cultura de Juazeiro do Norte,  através do Governo Municipal firma parceria na realização do V ENCONTRO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS DO CARIRI, que se  realizará nos dias 14,15,16 e 17  de outrubro de 2009   no SEBRAE ( Serviço Brasileiro de Apoio ás Micro e Pequenas Empresa).

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

SECRETARIA DA CULTURA e Gerência de Divisão de Artesanato NO PROGRAMA JUAZEIRO SUSTENTÁVEL



A Prefeitura de Juazeiro do Norte através da Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos (SEMASP) em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) lançam hoje o Programa Juazeiro Sustentável.
A solenidade contará com a presença do prefeito Dr. Santana, do Reitor da UFC Jesualdo Farias e do diretor do Campus da Universidade Ricardo Ness.
O Programa Juazeiro Sustentável tem como objetivo efetivar uma série de alianças institucionais com entidades públicas e privadas para resgatar o meio ambiente da cidade.
O programa vai manter uma unidade experimental de sustentabilidade que servirá como modelo para práticas tecnológicas sociais e limpas.
O projeto consiste em 3 eixos. O projeto de arborização da cidade com a planta símbolo , o Juazeiro; o programa de tratamento e reciclagem dos resíduos sólidos e a recuperação dos recursos hídricos e a agroecologia.
Os investimentos no programa serão liberados gradativamente, de acordo com a realização de cada eixo programático.
SERVIÇO
05 de outubro de 2009
18h: Solenidade de abertura do Programa Juazeiro Sustentável
18h30: Lançamento do Programa pelo prefeito Municipal Dr. Santana
18h40 Apresentação do Programa pelo coordenador técnico da SEMASP professor Maurício Freire
19h: Assinatura do convênio Prefeitura/UFC/Prefeito Manoel Santana e Reitor Jesualdo Farias
Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos



Associação Genipoart, e GDA ( Gerência de Divisão de Artesanato) presente na inauguração da 2ºetapa da UFC ( Universidade Federal do Ceará) com desing belíssimo e exposição


A SECRETARIA DA CULTURA DE JUAZEIRO DO NORTE PRESENTE NAS AÇÕES E PROJETOS


Secretaria da Cultura, prestigiando ações e projetos realizados pela municipalidade de Juazeiro do Norte.
A Academia Popular é um projeto da Secretaria de Esporte e Juventude e consiste na instalação de equipamentos em praça pública para a realização de exercícios, acompanhados por um grupo de educadores físicos pagos pela municipalidade.



























Academia Popular, desta vez será na Praça José Geraldo da Cruz, no bairro Franciscanos.

domingo, 4 de outubro de 2009

CARIRI CANGAÇO Encerramento "Juazeiro do Norte"


RESGATE DA MEMÓRIA
Cena da morte de cangaceiro é revivida

Crato. Wilson Santana, neto de Antônio Teixeira Leite, proprietário da Fazenda Piçarra, onde o cangaceiro Sabino Gomes foi morto, ainda traz viva na memória a história contada pelo avô, que na época do cangaço foi "coiteiro" (protetor) de Lampião. Durante a visita dos pesquisadores à fazenda, como parte da programação do Cariri Cangaço, Wilson fez questão de subir na cerca de vara, para demonstrar como foi a cena da morte do cangaceiro Sabino Gomes. Este e outros fatos foram revividos pelos participantes do seminário. Conforme rememoraram, Virgulino Ferreira chegou à Juazeiro do Norte no dia 4 de março de 1926, atendendo ao chamado de Floro Bartolomeu, que não se encontrava mais por lá. Doente, o deputado federal viajara para o Rio de Janeiro, onde acabaria morrendo. Padre Cícero se viu então com um problema nas mãos: recepcionar o famoso bandido e seus companheiros na cidade e, mais ainda, cumprir o que havia sido combinado entre Lampião e o deputado, com a devida aprovação do Governo Federal: o cangaceiro deveria receber dinheiro, armas e a patente de capitão do então Batalhão Patriótico.
Lampião e outros 49 cangaceiros ocuparam uma casa próxima à fazenda de Floro, nas imediações da cidade, e, em seguida, alojaram-se em Juazeiro do Norte, no sobrado onde residia João Mendes de Oliveira, conhecido poeta popular da região. Foi lá que, da janela, Virgulino atirou moedas ao povo e onde, durante a madrugada, Padre Cícero encontrou o bando. Os cangaceiros, ajoelhados em deferência ao sacerdote, teriam ouvido o padre tentar convencer seu líder a largar o cangaço logo após voltasse da campanha contra a Coluna Prestes. Mandou-se então chamar o único funcionário federal disponível na cidade, o agrônomo Pedro de Albuquerque Uchoa, para redigir um documento que, supostamente, garantiria salvo-conduto ao bando pelos sertões e, principalmente, concedia a prometida patente. O papel, como Lampião viria a descobrir tão logo saiu da cidade, não tinha qualquer valor legal, o que não o impediu de assinar, daí por diante, "Capitão Virgulino".
Ciente da desfeita, o cangaceiro não se preocupou mais em dar combate à Coluna Prestes. Já obtivera dinheiro e armas em número suficiente para seguir seu caminho, agora ostentando, orgulhoso, a falsa patente militar. Mais tarde, o agrônomo Uchoa justificou seu papel no episódio: "diante de Lampião, assinaria qualquer coisa. Até a destituição do presidente da República", teria afirmado.
No rastro dos cangaceiros, apontado por Napoleão Tavares, os participantes conheceram, além dos caminhos e localidades visitadas por cangaceiros, outros pontos que fazem partem do corredor turístico do Cariri, como a cachoeira de Missão Velha, as fontes do Caldas, a estátua do Horto em Juazeiro, a Floresta Nacional do Araripe, a Casa Grande de Nova Olinda e o Memorial Patativa do Assaré. A secretária de Cultura do Crato, Danielle Esmeraldo, anunciou a realização de outros eventos de resgate da historia regional.                                                                        .
                                                                                           
Cerimonial- Sr. prefeito Manoel Santana,Secretaria da Cultura de juazeiro do Norte- Glória Ramos,representantes do CARIRI CANGAÇO e autoridades municipais e institucionais