terça-feira, 21 de agosto de 2012

Ceará é o segundo estado com maior entrada de investidores estrangeiros em 2012

O Ceará vem apresentando uma posição de destaque no País quando se trata de investimentos estrangeiros por pessoa física e autorizações de trabalho. De janeiro a junho deste ano, o Estado foi pela terceira vez o segundo do país com maior entrada de investidores do exterior por pessoa física, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Até o primeiro semestre deste ano, 82 investidores estrangeiros trouxeram R$ 15.601.711,46 para o Ceará.
Já no primeiro semestre de 2011, o número chegou a apenas 53, que investiram R$ 15.570,014,42. No últimos três anos, o Ceará alcançou a segunda posição com maior número de investidores pessoa física, ficando atrás apenas do estado de São Paulo. Em 2011, o montante chegou a R$ 40,5 milhões vindos de investidores do exterior para o Ceará.
Quanto a autorização de trabalho permanente de janeiro a junho de 2012, o Estado apresentou a terceira posição com 99 autorizações concedidas.  O número apresentou crescência se comparado ao mesmo período do ano passado, onde concedeu 76 autorizações.
Coreanos lideram
De acordo com o MTE, 348 vistos, entre permanentes e temporários, foram concedidos no Ceará no primeiro semestre de 2012. Destes, 66 foram autorizados para trabalhadores de origem da Coréia do Sul.
Em seguida, foi concedido 65 vistos para pessoas vindas de Portugal e 57 da Itália. 
Em todo o Brasil
Em todo o país, de janeiro a junho, 32.913 profissionais (entre temporários e permanentes) obtiveram permissão para trabalhar no Brasil, segundo dados da Coordenação Geral de Imigração (CGig) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
Já 490 investidores pessoa física autorizados a trabalhar no país trouxeram R$ 107,8 milhões. Os italianos foram os que mais direcionaram recursos, da ordem de R$ 25,5 milhões; seguidos por portugueses, com R$ 25,3 milhões e chineses, com R$ 11,4 milhões.
Investidores pessoa física são pequenos empresários que, para se estabelecer no Brasil, precisam trazer recursos próprios para a abertura do negócio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário