quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Região metropolitana de Fortaleza registra o maior IPCA entre as capitais pesquisadas

A região metropolitana de Fortaleza registrou, em novembro, a maior inflação entre as 11 localidades pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) regional ficou em 0,74% na capital cearense. Desde janeiro, a taxa acumulada é 5,92%.

De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (8), o índice em Fortaleza foi influenciado pela alta nos preços dos alimentos (1,93%), que apresentou a maior variação entre as regiões investigadas, e também pelo resultado das passagens aéreas (11,15%).

Já a região metropolitana de Curitiba teve a menor inflação em novembro (0,30%), mas registrou a maior elevação acumulada no ano (6,67%).

As demais capitais registraram os seguintes índices em novembro: Goiânia (0,73%), Salvador (0,71%), Belém (0,67%), Recife (0,62%), Porto Alegre (0,58%), São Paulo (0,52%), Brasília (0,46%), Rio de Janeiro (0,46%) e Belo Horizonte (0,31%).

O IPCA é calculado pelo IBGE e refere-se às famílias com rendimento de até 40 salários mínimos. Para calcular a taxa do mês, foram coletados preços entre 28 de outubro e 29 de novembro e comparados aos preços vigentes entre 29 de setembro a 27 de outubro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário