sábado, 14 de abril de 2012

Crato-CE: Saúde com qualidade é tema de congresso




A melhoria do acesso foi a universalização do Cartão Nacional da Saúde, que está sendo implantado no Ceará

Crato. O XII Congresso das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará, que acontece até hoje, nesta cidade, reuniu, diariamente, cerca de mil congressistas, entre técnicos em saúde do Estado e do Ministério da Saúde, gestores municipais e convidados.

O evento está discutindo a melhoria do acesso da população à rede de saúde pública. Este ano, o tema central das palestras é a “Municipalização com regionalização: um desafio para o acesso com qualidade no SUS”. Uma das prioridades do congresso é elaborar metas para a melhoria da saúde e buscar financiamentos para o setor.

As demandas por serviços na saúde e a organização das Secretarias Municipais da região foram os motivos pelos quais o Cariri recebeu o Congresso das Secretarias de Saúde do Ceará pela segunda vez – o anterior aconteceu em Barbalha. Durante o evento, foram apresentadas mudanças quanto à reivindicação por verbas para os Municípios e regiões de saúde. Uma das medidas de melhorias do acesso a saúde, proposta pelo Ministério da Saúde, foi a universalização do Cartão Nacional da Saúde, que está sendo implantado no Ceará. O cartão é uma identidade única dos usuários do Sistema Único de Saúde(SUS). Através dele, serão registrados todos os dados dos históricos de atendimento do cidadão no sistema. O cidadão poderá acompanhar suas consultas, exames e sua vida clínica como um todo. O Município de Brejo Santo, na região do Cariri, é o terceiro do Ceará a implantar o cartão.

De acordo com o secretário da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Luiz Odorico Monteiro de Andrade, o novo cartão vai possibilitar uma integração da saúde no País. “O cartão vai representar um avanço importante para a melhoria nacional da saúde. Vai ser a única chave de acesso ao sistema. Estamos construindo o Portal do Cidadão, que irá possibilitar uma interação entre o usuário e o sistema”, assegura. Já para os trabalhadores da saúde, o Cartão Nacional da Saúde vai agilizar e integrar dos serviços e dados relacionados ao SUS. Todas as unidades de saúde dos Municípios, Estados e da União estarão conectados por um só sistema.

A gestão do cartão possibilitará o acompanhamento de medidas e decisões quanto aos casos dos usuários.

Má Gestão

A meta é universalizar todo o sistema até o ano de 2014. O Ceará poderá ser o primeiro Estado a implantar o novo método de acesso aos serviços de saúde.

O projeto Cinturão Digital está sendo responsável por esse avanço, já que para implantar o Cartão, será necessário que todas as unidades de saúde disponham de conectividade com a Internet. Atualmente, o Sistema Único de Saúde, que foi implantado há 20 anos, é desintegrado.

Os pacientes não são acompanhados, acarretando em uma má gestão dos serviços e dificuldades do acesso. O Congresso das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará busca reforço para os mecanismos que possam municipalizar as ações e serviços de saúde no Estado. Ao todo, no Ceará, são 22 regiões de saúde.

Mais Informações

COSEMS

Rua dos Tabajaras-268

Praia de Iracema

Fortaleza

Telefone:(85) 3101.5444

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário