sábado, 14 de abril de 2012

Governo investe R$ 437 mi no tratamento de AVC




Do total, R$ 370 milhões serão destinados a criação de 1.225 leitos hospitalares



O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira que investirá R$ 437 milhões até 2014 para ampliar o atendimento às vítimas que Acidente Vascular Cerebral (AVC), que agora terão assistência integral do Sistema Único de Saúde (SUS).

Do total, R$ 370 milhões serão destinados a criação de 1.225 novos leitos hospitalares nos 151 municípios onde se localizam os 231 prontos-socorros, responsáveis pelo atendimento de urgência e emergência especializado em AVC. Outra parcela, R$ 96 milhões, será aplicada na oferta do tratamento com o uso do medicamento trombolítico alteplase.

Também serão criados Centros de Atendimento de Urgência, que serão classificados em três tipos, dependendo do porte e capacidade de atendimento. A criação dos centros, segundo informações do protocolo, será negociada entre governo federal, estados e municípios.

Será implantado o uso do medicamento trombolítico alteplase, que ao ser injetado nas vias sanguíneas, desfaz coágulos localizados nos vasos sanguíneos cerebrais. O medicamento, por sua vez, só é eficaz nos casos de AVC isquêmico agudo. O medicamento será oferecido em hospitais habilitados e diminui em 31% o risco de sequelas do AVC.

O Ministério da Saúde alerta que o AVC, conhecido como derrame, atinge 16 milhões de pessoas no mundo a cada ano. Destes, seis milhões morrem. Apenas no Brasil, em 2011, foram realizadas 172.298 internações causadas pelo AVC (isquêmico e hemorrágico). As informações são da Agência Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário