sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dilma é diplomada e exalta mulher brasileira

A presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), e seu vice, Michel Temer (PMDB), receberam no fim da tarde desta sexta-feira (17) os diplomas que atestam a vitória nas urnas e o mandato de quatro anos. Os documentos foram assinados pelo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o ministro Ricardo Lewandowski.
"Sem sombra de dúvida é uma imensa emoção. É uma grande emoção tanto do ponto de vista da minha trajetória política e de minha situação como mulher brasileira. Nós conquistamos no Brasil um processo excepcional", disse Dilma durante seu discurso. "As eleições continuam sendo um momento rico e proporciona o debate das grandes questões, o debate e confronto de projetos para o futuro do país."

“Estes mesmos sentimentos de mudança e avanço fizeram o povo eleger uma mulher presidente. Para além da minha pessoa isso demonstra uma crescente maturidade da nossa democracia”, completou.

Depois da futura presidente, Ricardo Lewandowski discursou e a sessão foi encerrada. Temer não falou.

Em seu discurso, o ministro Lewandowski manifestou a “esperança de que possam assegurar a todos os brasileiros o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça, como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada em harmonia social”.

Os diplomas foram confeccionados pela Casa da Moeda do Brasil. No total, seis deles foram impressos: três para presidente e três para o vice. Um é entregue a eles, outro ficará no arquivo do Tribunal e o terceiro será encaminhado ao arquivos da Presidência da República.

A cerimônia conta com a presença de parlamentares, ministros e aliados do novo governo petista. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não participará do evento, pois está na reunião de cúpula dos chefes de Estado do Mercosul, em Foz do Iguaçu (PR).

O diploma da futura presidente vem com a seguinte inscrição:

"Pela vontade do povo brasileiro, expressa nas urnas em 31 de outubro de 2010, a candidata pela Coligação Para o Brasil Seguir Mudando Dilma Vana Rousseff foi eleita presidente da República do Brasil.

Em testemunho desse fato, a Justiça Eleitoral expediu-lhe o presente diploma, que a habilita à investidura no cargo perante o Congresso Nacional em 1º de janeiro de 2011, nos termos da Constituição.

Brasília, 17 de dezembro de 2010,
189º da Independência e 122º da República
Ministro Ricardo Lewandowski
Presidente" 


Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário