segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Projeto Novos Ares implanta fiação subterrânea em Sobral


A ordem de serviço para início das obras foi assinada na noite de ontem,
 na Margem Esquerda do Rio Acaraú Sobral O Sítio Histórico de Sobral
é o primeiro de cidades interioranas do Brasil a ganhar o projeto Novos Ares.
Trata-se da internalização de toda fiação das redes elétricas,
 telefônicas e dados-lógica (Internet). A obra, uma parceria do
Ministério da Cultura, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico
 e Artístico Nacional (Iphan), do Governo do Ceará e Prefeitura de
 Sobral tem orçamento total de R$ 12,5 milhões e deve ser concluída
 em 18 meses, a contar a partir de hoje.




Clique para Ampliar





O governador Cid Gomes, a superintendente regional do Iphan,
 Juçara Peixoto, e o prefeito de Sobral, Veveu Arruda, assinaram,
ontem à noite, na Margem Esquerda do Rio Acaraú, a ordem de serviço
para o início das obras. A festa de lançamento do "Novos Ares" foi encerrada
com um show do cantor Zeca Baleiro e contou com as presenças do
 ministro especial da Portos, Leônidas Cristino (prefeito de Sobral de
 2005 a 2010), do chefe de gabinete do governador, Ivo Gomes,
do secretário adjunto de Infraestrutura do Ceará, Otacílio Borges,
 e de milhares de pessoas. "A riqueza arquitetônica do Centro Histórico
 de Sobral, formado por prédios, que contam a formação do nosso
Município e da região, ficará mais visível com essa rede subterrânea",
comemora Cid Gomes, que foi prefeito de Sobral (1997-2004).
Veveu Arruda destaca que "este projeto é estratégico para a
 Prefeitura qualificar o Centro Histórico e torná-lo
 um ambiente socialmente agradável e economicamente preparado
 para desenvolver a cidade". Juçara lembra que depois da fiação
 subterrânea o Iphan vai "revitalizar os imóveis históricos de
Sobral. Vamos fazer uma limpeza visual neles, dando um novo
aspecto e que este Centro Histórico, após isso, se sustente
por si só". A Tecnocon Tecnologia em Construções, vencedora
da licitação, realizará as obras civis de internalização
(dutos e caixas subterrâneas, além dos postes ornamentais)
 da rede elétrica por R$ 3.569,767,34, valor R$ 1,3 milhão
 abaixo do inicialmente previsto no edital de licitação.
 As obras serão concluídas até o fim de agosto de 2012.
A Coelce, em parceira com o Governo, realizará a implantação
 de todos os cabos elétricos

Além da rede elétrica, serão realizadas outras licitações para a
 internalização das redes telefônica (Oi) e de dados (Internet-Embratel),
com investimentos estimados em R$ 12,5 milhões, sendo a metade
 (R$ 6,250 milhões) capitaneados pelo Instituto. Na última
sexta-feira (21), cinco empresas apresentaram propostas para
internalização das redes telefônica e lógica do Sítio Histórico de
Sobral. As ações para tornar mais belo o sítio histórico
 compreendem o polígono entre as ruas Coronel Monte Alverne,
 Maestro José Pedro, Jornalista Deolindo Barreto, João do Monte,
 Domingos Olímpio, Ernesto Deocleciano, Carlos Luzimar Coelho,
Joaquim Ribeiro, Tabelião Afonso Cavalcante, Coronel José
 Sabóia, Menino Deus, Frederico Ozanan, Carlito Pompeu,
SDO 007 e Cordeiro de Andrade.

Área beneficiada

A área pública beneficiada é de 27 hectares tombados pelo Iphan.
 Nela estão instalados diversos prédios que contam a
história da Zona Norte, como igrejas, casarões, praças,
o Museu Dom José e Museu do Eclipse.
Os lojistas de Sobral tiveram a garantia do prefeito de que as obras
 do Projeto Novos Ares não vão prejudicar as vendas de fim de
 ano na cidade. "Vamos montar um quiosque, no Centro, para
 informar tudo sobre a obra, mas garanto a vocês que não vai
atrapalhar as vendas de fim de ano, uma vez que vamos começar
 pela área não comercial", assegura Veveu. O prefeito disse para
o bispo diocesano de Sobral, dom Odelir Magri, que as igrejas
 do Centro Histórico também serão avisadas quando a obra vai
 passar pelos patamares delas.

Lauriberto Braga Repórter

Nenhum comentário:

Postar um comentário