sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Suposto lixo hospitalar é encontrado em forro de roupa no Ceará



Um suposto lixo hospitalar foi encontrado no bairro Parangaba, em Fortaleza. A dona de casa Regina Célia Batista denuncia que, em uma bermuda comprada por sua mãe, veio a marca de uma unidade de saúde da Bahia.

Regina enviou ao Diário do Nordeste Online imagens da roupa ao avesso que mostram as logos do Governo da Bahia e da Maternidade Professor José Maria de Magalhães Neto, localizada em Salvador.

A dona de casa conta que a peça foi comprada por sua mãe em abril deste ano, em Itaiçaba, a 164 quilômetros da Capital. "A bermuda foi comprada de um comerciante que todas as sextas- feiras monta uma tenda e vende confecções no centro de Itaiçaba. Ele diz que traz as peças de Caruaru, em Pernambuco, e minha mãe costuma comprar dele", afirma.

Denúncias em vários Estados

A dona de casa diz que verificou o avesso da bermuda depois de ver denúncias de que tecidos hospitalares estariam sendo utilizados na fabricação de roupas na Bahia e Pernambuco. "Assim que vi reportagens afirmando que o caso também tinha ligação com Caruru comecei a procurar em casa se em alguma roupa havia marca de hospital", ressalta.

Regina afirma a bermuda do marido foi a única peça que encontrou com marcas. "Recebi a bermuda da minha mãe em julho deste ano, mas nunca havia percebido o fato", comenta a dona de casa.

A reportagem tentou, nesta sexta-feira (21), obter resposta da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), mas foi informada de que a denúncia deveria ser feita na Vigilância Sanitária de Itaiçaba. Durante a tarde o Diário do Nordeste Online tentou falar com a Secretaria de Saúde do Município, mas o telefone não foi atendido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário