quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Lula registra em cartório os oito anos que "fizeram bem ao país"

A fala da artesã cearense, Maria do Socorro Nascimento, emocionou o presidente Luis Inácio Lula da Silva na cerimônia de registro em cartório do balanço dos oito anos do atual governo, na manhã desta quarta-feira (15), no Palácio do Planalto. A artesã contou como as ações do governo federal mudaram sua vida, permitindo que ela montasse o seu próprio negócio. 

Assessoria/PR
Lula recebe título de "herói vencedor" na prestação de contas
A artesã cearense Maria do Socorro presenteou Lula com um móbile de barro de sua fabricação

"Nós pobres brasileiros lhe damos o título de herói vencedor", disse ela em seu discurso articulado, que surpreendeu à platéia de mais de 700 pessoas, formada por ministros, governadores, parlamentares e demais autoridades. O presidente Lula fez um longo discurso – parte improvisada, em que predominou a emoção e o humor; e parte lida, na qual mostrou com números e dados os êxitos dos seus oito anos de governo.

"Esta prestação de contas é menos para engrandecer o que nós fizemos e mais dar uma fotografia à sociedade brasileira, para que ela vendo o que foi feito, ela perceba também o que não foi feito e o que precisa ser feito. 

Sobretudo a nossa querida presidente (Dilma Rousseff), que ao ler o subproduto do trabalho dela, muita coisa aqui teve a coordenação da companheira Dilma, ela possa lembrar de coisas que poderiam ter sido feitas e que esquecemos de fazer, e que ela pode fazer", afirmou o presidente em seu discurso.

Lula disse ainda, brincando, que “isso vai estar disponível, disponível... o WikiLeaks não vai precisar entrar clandestinamente, ele vai ter à disposição as coisas que nós fizemos, inclusive as coisas do Itamaraty. Ou seja, não vai ter vazamento do WikiLeaks, porque nós vamos vazar antes, está bem?”

O governador da Bahia, Jacques Wagner, que fez a saudação a Lula, usou o jargão do Presidente para declarar que "Nunca antes na história desse país", um Presidente da República deixa o cargo com índice tão alto de aprovação.

Contribuição do PCdoB



Para o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, presente à solenidade, Lula pode fazer esse balanço do governo, que é um fato inédito, porque é um governo de muitos êxitos e a prova maior do êxito é o apoio popular. Ele lembrou que as pesquisas mostram que 84% da população brasileira avalia o governo Lula como bom e ótimo.

"Esse é um testemunho eloquente do êxito do governo dele. Nenhum outro na história recente teve um respaldo tão grande quanto o presidente Lula", destacou Renato Rabelo, lembrando ainda que Lula projetou o Brasil no contexto mundial, que se tornou mais conhecido e respeitado, chegando a ser referência.

E acrescenta que "o PCdoB é parte integrante do governo, desde o primeiro mandato, e foi uma força que junto com o PT esforçou-se para que se chegasse a isso". Para o dirigente comunista, a grande questão era que, ao se chegar ao poder, desse certo. "Agora que deu certo e até se pode eleger sua sucessora, mostra que a esquerda e as forças democráticas sabem governar e bem", avalia Rabelo. "Nós demos contribuição grande para a primeira vitória – de levar um operário ao governo", lembra o presidente do Partido, destacando ainda como outra grande contribuição a permanência de Lula no governo. Ele conta que "quando (Lula) viveu a crise mais aguda, até com ameaça de impeachment, o PCdoB mobilizou forças populares e a eleição de Aldo Rebelo à Presidência da Câmara deu grande contribuição para sustar a crise."


"Esses êxitos todos que hoje se celebram, nós somos parte importante, porque demos nossa contribuição desde o início da luta de Lula à Presidência da República", disse ainda Renato Rabelo, lembrando que no último Congresso do Partido, no ano passado, ele (Lula) disse que ia agradecer ao PCdoB e relatou toda essa trajetória do Partido em seu governo. 

Elogios a Dilma
A presidente eleita, Dilma Roussefs, também presente ao evento, foi igualmente elogiada pelos oradores. Jacques Wagner disse que ela quebrou o preconceito de que uma mulher não poderia ser presidente da República e que "fará tão bem quanto o senhor", dirigindo-se a Lula.

A artesã Maria do Socorro disse, com relação ao novo governo, que "a nossa esperança não vai morrer porque sabemos que Dilma vai continuar a fazer o trabalho do senhor". Segundo Socorro, foi graças aos programas de governo do presidente Lula que ela tem uma história de sucesso para contar. Ela disse que venceu o medo de se endividar e já está no quinto empréstimo do Agroamigo, programa de financiamento do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para expandir o seu negócio. E deu de presente ao presidente um móbile de barro de sua fabricação.
Para o governador Jacques Wagner, foi um orgulho participar do governo Lula. "Nós sabemos que é tudo uma construção coletiva, mas não há exército sem comandante", destacando que os oito anos de governo representam 80 anos pelos números da inclusão social e transformação de todo o Brasil em grande mercado de massa. O governador baiano falou sobre o futuro do presidente Lula depois que deixar o cargo. "Não sabemos qual o papel que o senhor jogará, mas pela inquietude em ajudar o povo do mundo inteiro, comandará projeto para desenvolver a auto-estima, o respeito e a cidadania".

Dados para avaliação

Entre a fala dos convidados e a do presidente Lula, que encerrou o evento, todos os ministros assinaram o livro das ações dos oito anos do governo em cada uma de suas áreas. Um tabelião oficial fez o registro em um livro que tem o objetivo de comparar as medidas previstas no programa de governo do presidente Lula ou em compromissos assumidos ao longo dos dois mandatos presidenciais com as efetivas realizações conseguidas pelo governo federal sob seu comando.

O livro foi dividido por tema, onde cada ministério ficou responsável por elaborar o balanço de sua respectiva competência, a partir de uma estrutura comum: uma breve informação acerca da situação do país em janeiro de 2003; os desafios encontrados pela administração que então assumia; os compromissos assumidos durante a campanha eleitoral; a relação completa e detalhada das ações e realizações empreendidas até o final de 2010; e a relação dos principais indicadores de resultado.
Além do livro, houve a divulgação de uma mídia com tabelas contendo as ações de políticas públicas com dados de atendimento anual por estado, planilhas com a relação das obras, fotos, documentos e relatórios complementares. Também foi lançado o portal que trará os conteúdos divulgados no evento e detalhamentos das ações de governo. Os arquivos digitais em formato PDF também estão disponíveis na internet.

De Brasília
Márcia Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário