quinta-feira, 14 de junho de 2012

CAMOCIM Do jeito que a gente gosta

Aquele sol e aquele mar, cenários de rara beleza à beira-rio ou às margens de lagos de águas cristalinas, baladas ao ar livre, a Ilha do Amor, mesa farta e o completo relax cheio de charme. Camocim é tudo isso e algo mais que o visitante logo descobre e se encanta numa temporada no destino
O caminho está definido, vem sendo trilhado passo a passo e não tem volta. O turismo é a maior vocação de Camocim. A tranquila cidade do extremo litoral Oeste cearense nem pensa em mudar esse rumo para trazer de volta o pleno desenvolvimento que ficou no passado. Os atrativos saltam aos olhos, a começar por uma extensão de 62 quilômetros de praias, muitas delas desertas, num cenário real ainda curtido por poucos.

Os visitantes começam a chegar e descobrem mais um pedaço encantador do Ceará, onde o tempo passa lento, sem pressa, ditado pelo ritmo do vaivém das canoas que singram pelo Rio Coreaú e pelo Atlântico, conduzidas por intrépidos pescadores. Melhor assim. Afinal, há muito o que apreciar e, mais que isso, vivenciar no destino litorâneo.
A paisagem inclui coqueirais, dunas de areia branca, falésias, manguezais, ilhas fluviais, lagos imensos ou pequeninos tomados de águas cristalinas e quilômetros de praias desertas e convidativas ao banho refrescante em águas mornas e límpidas. O vento que sopra constante faz um chamado irresistível para a prática de esportes náuticos, enquanto a vastidão de terra firme propicia longas caminhadas e atividades de lazer diversas bem ao gosto do visitante.

A ampliação da Rodovia Estruturante encurtou a distância para Camocim, onde o povo se orgulha do passado glorioso da cidade, que nasceu às margens da foz do Rio Coreaú. O turista é convidado a conhecê-la por inteiro, com toda a sua riqueza arquitetônica, cultural e artística, além dos seus cantinhos mágicos, onde diversão e aventura são encontradas na dose certa para a plena satisfação de todos.

A gastronomia camocinense conquista até os paladares mais exigentes e se coloca à mesa em restaurantes e bares instalados ao longo da beira-rio e na rede hoteleira do destino, que conta com boas opções de acomodação e celebra novos tempos em ocupação e diferenciais para hóspedes cada vez mais exigentes.

O Boa Vista Resort permanece fechado e sem previsão de reabertura. Mas, a cidade entrou, definitivamente, para o seleto grupo dos destinos brasileiros que abrigam hotéis de charme. Integrado à rede hoteleira MCV, que aposta suas fichas no Ceará, a Casa de São José Hotel de Charme é um diferencial na Rota das Emoções. O charme começa logo na porta principal, com um túnel de buganvílias, e se entende por todo o espaço. Ao hóspede cabe a agradável tarefa de entrar no clima. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário