segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Funcionários farão protesto em frente ao Hospital Santo Inácio em Juazeiro do Norte

Funcionários do Hospital Santo Inácio, em Juazeiro do Norte, realizarão nesta segunda-feira (21) um protesto para reivindicar o pagamento de rescisões contratuais. De acordo com os funcionários, a Sociedade Civil Santo Inácio fechou as portas do hospital há mais de um mês e, até agora, eles não receberam suas rescisões e nem tem informações sobre quando vão receber.

De acordo com a nota do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Ceará (Sindsaúde), a Sociedade alega que não pagará direitos calculados sobre adicional noturno, insalubridade e horas extras, jogando a responsabilidade para a Prefeitura. Os trabalhadores ressaltam que a carteira de trabalho era assinada pela Sociedade e, portanto, sem vínculos com o município.


“Essa situação é covardia! Pessoas que prestaram serviço por mais de 20 anos foram demitidas. Tem gente que deveria receber R$ 2 mil reais, mas o Hospital propõe pagar menos de 850 reais. Mulheres em licença-maternidade foram demitidas, o que não é permitido por lei, assim como funcionários que iriam se aposentar em apenas dois anos e o hospital se recusa a pagar esse período que falta”, denuncia o Sindsaúde, em nota.
O sindicato propõe aos funcionários que resistam às propostas ilegais do hospital e ingressem com ações na Justiça, com total assessoria jurídica da entidade trabalhista. “É melhor entrar na Justiça para garantir os direitos com a assessoria jurídica do sindicato”, diz a nota. Investindo no diálogo, o sindicato já solicitou reunião com a Prefeitura e aguarda data. Também pediu audiência na Procuradoria Regional do Trabalho (PRT) e Ministério do Trabalho (MT).

Com JangaOline

Nenhum comentário:

Postar um comentário