quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Professores fecham acordo com Governo

Após encontro entre representantes do Sindicato dos Professores do Estado do Ceará (Apeoc) e o chefe do gabinete do governador, Ivo Gomes, foi decidido sobre o projeto de lei com as reivindicações da categoria a ser enviado à Assembleia Legislativa. A previsão é que a proposta seja votada em dezembro, em regime de urgência.

O projeto do Governo propõe aumento salarial de 15% para toda a categoria da rede estadual, sem exceção, sejam efetivos, temporários, aposentados ou pensionistas.



Segundo a proposta, o reajuste de 15% será implantado em duas parcelas: a primeira, de 7,5%, retroativa desde o dia 1º de novembro; e a segunda, com o restante, valeria a partir de 1º de janeiro. O projeto prevê também que professores com mestrado receberão gratificação adicional de 10% e com doutorado terão um aumento extra de 30%. O governo propôs ainda o aumento progressivo da parcela dos recursos do Fundo da Educação Básica (Fundeb), destinada ao pagamento de salários.

Acerto

Segundo Penha Alencar, membro da diretoria da Apeoc, a proposta do Executivo atende aos pedidos reivindicados pela categoria, que decidiu na última sexta-feira pelo não retorno à greve que estava suspensa. "Já deu tudo certo. Estamos agora aguardando que a mensagem seja transmitida e votada o mais breve possível", destaca.

Nesta quarta-feira, acontece reunião entre a Secretaria da Educação (Seduc), a Procuradoria Geral do Estado e a Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) para elaborar a matéria e encaminhar ao Executivo. Está marcado também para hoje encontro entre o sindicato, a Seduc e professores da 3ª convocação do concurso de 2009.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário