quarta-feira, 11 de julho de 2012

No Ceará, 93 maternidades registram bebês logo após o parto


No Ceará, 93 maternidades públicas têm serviços de cartório para registro de nascimento no interior das unidades de saúde, de acordo com a Secretaria deSaúde do Estado. O serviço de cartório dentro de maternidades está sendo implantado em cidades de todo o Brasil para reduzir o número de crianças sem registro de nascimento.
Com os cartórios nas maternidades, as mães aprendem durante o pré-natal que podem registrar a maternidade sem a presença do pai. "Desde a consulta do pré-natal a gente informa sobre a gratuidade do registro civil, da importância do registro civil", diz a assistente social Sara Frota.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em todo o Brasil, 170 mil crianças de até 10 anos não têm documentação. Os principais motivos para não tirar a documentação, segundo alegam as mães, é a distância até os cartórios ou ausência do pai para registrar a maternidade.
Daniele de Araújo tem um filho de um ano e meio sem nenhuma documentação. "É longe o local para gente ir para poder tirar. Eu pelo menos não tenho CPF, não tenho carteira de trabalho, só tenho a minha identidade", diz a mãe. Com o serviço na maternidade, Daniele diz que o serviço ficou mais próximo.
O serviço de registro foi lançado neste mês na maternidade de Caucaia, na Grande Fortaleza. Daniele Carneiro foi uma das primeiras mães e fazer uso do serviço na unidade e aprovou a agilidade: "vou para casa sem ter que preocupar. Ele já está registrado". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário