quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ariano Suassuna ministra aula-espetáculo na abertura da 12ª Mostra SESC Cariri de Cultura

abertura da 12ª edição da Mostra SESC Cariri de Cultura irá acontecer na próxima sexta-feira (12), às 19h, com uma aula-espetáculo do escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, na RFFSA, Crato. Em suas apresentações, Ariano Suassuna, que é um dos mais importantes dramaturgos brasileiros, autor dos célebres Auto da Compadecida e A Pedra do Reino, é um defensor da cultura do Nordeste, fala sobre a valorização da cultura popular nordestina. Estará presente na ocasião o presidente do Sistema Fecomércio, Luiz Gastão Bittencourt.

Sobre a Mostra SESC Cariri de Cultura
A 12ª edição da Mostra SESC Cariri de Cultura, já consolidada no calendário nacional, atua fortemente na propagação e divulgação da arte e da cultura. O evento reúne no sul do estado do Ceará núcleos de literatura, música, artes cênicas, artes plásticas, audiovisual, meio ambiente e artes visuais.

Durante a realização da Mostra, dez municípios irão compor o quadro geral do festival: Crato, Barbalha, Nova Olinda, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Campus Sales, Araripe, Assaré, Santana do Cariri e Potengi. Seis países e 12 estados da federação farão parte do contexto abrangente do evento. Estão previstas 107 apresentações, envolvendo cerca de 300 artistas. No núcleo audiovisual, serão exibidos 78 filmes entre curtas e longas da produção cinematográfica cearense. Na seção literária, uma programação que inclui um jornal literário, recitais de poesias, oficinas de troca de experiências e lançamento de cordel

O circuito, programado para acontecer de 12 a 17 de novembro na região do Cariri, traz para a abertura uma apresentação com o escritor Ariano Suassuna. A partir do dia 19 de novembro, o caldeirão artístico cultural do Cariri chega em Fortaleza, onde acontecem espetáculos para todos os públicos se estendendo até o dia 21.

Sobre Ariano Suassuna
Nascido em João Pessoa, em 1927, Ariano Suassuna já foi chamado de "decifrador de brasilidades" e é considerado um dos principais preservadores da cultura do país, aliando os valores mais arraigados de sua região a seu imenso arcabouço erudito e teórico. Com uma escrita que junta elementos do Simbolismo, do Barroco e da Literatura de Cordel, esse ficcionista, poeta, dramaturgo e pensador da cultura, transforma o sertão no palco das questões humanas de qualquer lugar do mundo.

Foi o criador do Movimento Armorial, que tem como projeto a confluência simultânea de todas as artes populares do Nordeste brasileiro, trabalhando a favor da dignidade humana. O ‘Romance d’A Pedra do Reino’, de sua autoria, é considerado um dos melhores do país, e a peça ‘O Auto da Compadecida’, além de encenada diversas vezes por todo o mundo, já recebeu três adaptações cinematográficas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário