quinta-feira, 25 de novembro de 2010

FEIRA DE ARTESANATO " ARTE CULTURA EM MOVIMENTO" Juazeiro do norte- Ce

Feira de artesanato
artesanato é um dos maiores expoentes culturais do município, tendo inclusive grande participação na economia de Juazeiro. 
Juazeiro do Norte é um municípiobrasileiro do estado do Ceará. Graças à figura de Padre Cícero, é considerado um dos maiores centros de religiosidade popular da América Latina, atraindo milhões de romeiros todos os anos.
O município localiza-se no sul do estado, a 514 km da capital, Fortaleza. Sua área é de 248,558 km², a uma altitude média de 350 metros. A população do município é estimada em 249 829 habitantes, que a torna o centésimo mais populoso do Brasil. A taxa de urbanização é de 95,3% 

Etimologia

topônimo Juazeiro é uma alusão a uma árvore típica da Região Nordeste do Brasil, cujo nome científico é Zizyphus joazeiro. Juazeiro é uma palavra de origem híbrida (tupi e português): "juá" ou "iu-á" (fruto de espinho) e o sufixo"eiro"[6].
O município adotou o atual nome em 30 de dezembro de 1943, por meio do decreto estadual n° 1.114.
História
Juazeiro do Norte era inicialmente um distrito da cidade vizinha Crato, até que o jovem Padre Cícero Romão Batistaresolveu se fixar como pároco no lugarejo, até então sem capelão e, portanto, sem os serviços religiosos. Padre Cícero foi um dos responsáveis, tempos depois, pela emancipação e independência da cidade. Por conta do chamado "milagre de Juazeiro" (quando Padre Cícero deu a hóstia sagrada à beata Maria de Araújo, a hóstia se transformou em sangue), a figura do padre assumiu características místicas e passou a ser venerado pelo povo como um santo. Hoje a cidade é a segunda do estado e referência no Nordeste graças ao padre. Lugarejo, até então sem capelão e, portanto, sem os serviços religiosos. Padre Cícero foi um dos responsáveis, tempos depois, pela emancipação e independência da cidade. Por conta do chamado "milagre de Juazeiro" (quando Padre Cícero deu a hóstia sagrada à beata Maria de Araújo, a hóstia se transformou em sangue), a figura do padre assumiu características místicas e passou a ser venerado pelo povo como um santo. Hoje a cidade é a segunda do estado e referência no Nordeste graças ao padre.

PROJETO FEIRA DE ARTESANATO -
Juazeiro do Norte é o município da região do Cariri que possui o maior número de artesãos cadastrados - de acordo com levantamentos da CEART, órgão da Secretaria de Estado da Cultura do Ceará, haveria pelo menos 200 em atuação. Artístico, místico, para uso doméstico, como instrumento de trabalho e alegoria no folgar, nascido do encontro de distintos saberes deixados por gerações que ultrapassaram a historia do desenvolvimento e crescimento cultural, onde a figura representativa do saber se transportava ao Padre Cícero, que afirmava as mudanças futuras na cidade de Juazeiro do Norte, com esta fidúcia de futuro, começa a surgir às primeiras instalações de oficinas de artes manuais de Artesanato utilitário e decorativo na Terra da Mãe de Deus.
O variado artesanato materializa a memória dos povos indígenas, africanos, árabes e europeus, em diálogo com sofisticadas técnicas contemporâneas, estabelecendo uma arte que tem o tradicional, a engenhosidade e o alto nível estético como identidade.
A Feira de Artesanato fundamenta-se na constatação dessa grande dualidade verificada hoje,
não só como geração de renda mais como afirmação de uma visão contemporânea, a grandeza da nossa arte feita com as mãos.
A centralização de um manancial rico, belo e diversificado de manifestações de Cultura e Arte na região do Cariri como destaque Juazeiro do Norte, oferece nuances de tipologias que ao longo dos anos foram se aperfeiçoando formas e acabamentos, abrindo um amplo leque de opções e atraindo a atenção de turistas e empresários não só do Brasil como do exterior.
No entanto busca-se um entrelaçamento com o poder legislativo propiciando a realização da Arte e Cultura em Movimento (Feira de Artesanato) agregando ao calendário natalino.



OBJETIVO 

Criar um pensamento sistêmico que é uma disciplina para ver o todo da historia e sua importância referencial na integração do inter-relacionamento entre a  Arte, Cultura e seu movimento com os artistas, artesãos e a origem de suas historias de vida no campo artesanal.
A Feira Arte e Cultura em Movimento vêm oferecer às comunidades a inovação e integração, na afirmativa ao resgate de valores históricos, que sofreram com a mudança de conceitos sócio-cultural do estado. A reestruturação é necessária  para que a alavancagem seja reafirmada e positiva na integração das crenças, valores e conceitos de uma historia passada de geração a geração, a FEIRA propõe reformar essa estrutura entre as associações, grupos de tradição popular, ternos de Reis ao ciclo natalino de Juazeiro do Norte. Esse acontecimento cultural também tem como proposta, a conscientização aos artesãos anônimos, a necessidade de um acoplamento a uma associação ou ONG, para que assim fortaleça sua posição artística e o conhecimento de sua arte.


PARTICIPAÇÃO:

  • ASSOCIAÇÃO GENIPORT;
  • ASSOCIAÇÃO MÃE DAS DORES
  • ASSOCIAÇÃO MESTRE NOZA
  • FEART
  • GRUPOS DE TRADIÇÃO POPULAR
  • LIRA NORDESTINA
  • LAPINHAS


Nenhum comentário:

Postar um comentário