quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

DESENVOLVIMENTO SOCIAL Prefeitos debatem estratégias

Todos os municípios devem adotar uma ação, na área do trabalho, que gere ocupação, renda e empregabilidade
Fortaleza. A criação de um programa de prevenção no combate ao uso de drogas foi um dos temas abordados, ontem, durante a abertura do Encontro Estadual de prefeitos e Gestores Municipais das Políticas Publicas do Trabalho, Assistência Social e Seguranças Alimentar e Nutricional.

Clique para Ampliar

No evento, o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Evandro Leitão, anunciou dois programas estratégicos que devem ser apresentados ao governador Cid Gomes, ainda no início da sua gestão. "Não é nenhuma crítica que estamos fazendo a nenhum setor, mas a gente vê que existe um vácuo muito grande e até um certo temor de abraçar essa causa da droga e do crack que está assolando não só Fortaleza mas principalmente os Municípios do interior do Estado", ressaltou.

De acordo com o secretário, o outro programa que deverá ser colocado para a apreciação do governador será um pacto de combate à pobreza. O projeto terá foco no interior do Estado, tendo em vista que a dificuldade para encontrar vagas de trabalho são maiores do que na Capital onde já existem projetos. "Atuaremos nas pequenas e médias cidades do interior, onde, normalmente, a economia vive apenas em torno ou da Prefeitura ou da agricultura", apontou o titular da STDS.

O encontro realizado pela Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social contou com de cerca de 400 participantes, entre prefeitos e secretários municipais. No evento foram apresentados os programas, projetos, serviços e benefícios no âmbito das políticas públicas do trabalho, assistência social e segurança alimentar e nutricional que estão sob a gestão da STDS. "Apresentamos os programas e projetos, porque se não é do conhecimento dos prefeitos juntamente com o comprometimento, não conseguiremos alavancar nossos projetos para o interior do Estado", disse Evandro Leitão.

Além dos projetos específicos a cada um dos eixos de atuação da SDTS, dois temas foram debatidos em oficinas: O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e as Políticas Públicas para o Segmento LGBTT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais).

Projetos
Nas três frentes em que a STDS atua existem mais de 192 projetos que devem ser ampliados ou levados para o interior do Estado. "A orientação do novo secretário é a de que os mais carentes sejam beneficiados com a expansão e a interiorização de toda ação da secretaria", afirma o coordenador de Promoção da Área do Trabalho da STDS, Aricélio Mendes.

Segundo ele, os 184 municípios devem receber uma ação, na área do trabalho, que possa fortalecer as questões da empregabilidade e gerar ocupação e renda. "Os programas e projetos já existentes serão fortalecidos. O secretário tem intenção de que todas essas ações passem a focar, a partir de então, os trabalhadores visando já a Copa do Mundo", conta.

Parceria
"Esperamos deste encontro mais apoio principalmente na segurança alimentar"
Fátima Maciel Bezerra
Prefeita de Orós

"Pretendemos implantar, em Groairas, medidas que estimulem a agricultura"
José Almir MatosPrefeitor de Groairas

"Temos 20 projetos em andamento. Esperamos que continuem e sejam ampliados"
Expedito Ferreira CostaPrefeito de Aracati

MAIS INFORMAÇÕES 
Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social
Rua Soriano Albuquerque, 230. Joaquim Távora. Fone: 3101.4557
ADRIANA RODRIGUESESPECIAL PARA REGIONAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário