quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Jandira debaterá situação de mulheres com HIV na Unaids


A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) será painelista durante consulta de alto nível sobre saúde sexual e direitos reprodutivos das mulheres e meninas que vivem com o vírus do HIV. A reunião acontecerá entre os dias 24 e 28 deste mês em Nova York e é promovida conjuntamente pela Secretaria do Programa das Nações Unidas sobre HIV (Unaids), a ONU Mulher (UN Women) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

A parlamentar, que viaja em caráter de missão oficial pela Câmara dos Deputados, é a única congressista brasileira a participar do evento. Ela vai tratar dos principais avanços do Brasil em programas de prevenção, acesso à informação e tratamento, bem como as dificuldades para garantir a universalização desses programas no país. A consulta ocorrerá durante a 55 ª sessão da Comissão sobre o Status das Mulheres (CSW).

Jandira Feghali dividirá a mesa dos debates com personalidades políticas e autoridades em saúde de diversos países, como a ex-presidente chilena Michelle Bachelet, atual diretora da organização da ONU para a Igualdade de Gênero e Empoderamento da Mulher (UN Women).

Um dos objetivos da reunião é estudar a adoção de estratégias para combater a desigualdade de gênero, um dos fatores que contribui para impulsionar a epidemia do HIV.

Segundo a Unaids,  mesmo após 30 anos da descoberta do vírus, mulheres e meninas que convivem com AIDS em todo o mundo ainda enfrentam o estigma e a discriminação na hora de tratar da saúde sexual e reprodutiva. Elas são orientadas, por exemplo, a não se envolver em relações sexuais e chegam a ser repreendidas quando procuram cuidados de saúde em caso de gravidez, dificultando o progresso na saúde materna e infantil.

A deputada Jandira Feghali, que sempre dispensou atenção ao tema em mandatos anteriores na Câmara dos Deputados, ressalta que sua atuação no quinto mandato será ainda mais incisiva no sentido de colocar algumas conquistas em prática. “Temos que lutar para consolidar orçamentos adequados, viabilizar políticas de prevenção e promoção da saúde, pela descentralização das políticas nacionais em ações de implementação local, fortalecendo a cultura da paz”, afirma Jandira.

De Brasília, Régia Vitória com assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário