terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Dilma reafirma que criará ministério da pequena e média empresa


A presidente Dilma Rousseff reafirmou hoje (21) que criará um ministério específico para cuidar das pequenas e médias empresas, promessa feita por ela durante a campanha eleitoral, e uma secretaria para tratar de irrigação, dentro da estrutura do Ministério de Integração Nacional. A presidente não informou, no entanto, o prazo para a criação dos dois órgãos. “Nós temos que incentivar o surgimento de pequenos e médios vitoriosos”, disse a presidenta ao falar da nova pasta.

Dilma disse ainda que uma das funções estratégicas da nova pasta será a de incentivar arranjos produtivos locais, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).

O anúncio foi feito no 12º Fórum de Governadores do Nordeste, em Barra dos Coqueiros, Sergipe. Do fórum participam governadores dos nove estados nordestinos, além do governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia. Apesar de Minas Gerais pertencer à Região Sudeste, o norte mineiro possui características climáticas e sociais semelhantes às da região nordestina e, por isso, está incluído entre os estados que recebem incentivos da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

O tom usado pela presidente no discurso de abertura do fórum foi no sentido de acalmar os governadores, apreensivos com o corte anunciado pelo governo de R$ 50 bilhões no Orçamento da União deste ano. Dilma destacou a importância de preservar os investimentos no Nordeste. Entre as iniciativas de sucesso citadas pela presidente está o polo textil do Agreste de Pernambuco, que envolve os municípios de Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capiberibe, além do Porto Digital de Recife, que congrega microempresas da área de alta tecnologia.

Já a futura secretaria de irrigação cuidará principalmente, de acordo com Dilma, da Região Nordeste. "Queremos recuperar áreas já irrigadas e ampliar outros perímetros”, disse a presidente. A presidente ainda informou que o governo pretende criar um programa de acesso individual à água, com obras pontuais de construção de cisternas.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário