quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

NO CONGRESSO Bancada quer acompanhar projetos para o Estado


Deputados cearenses fazem primeira reunião oficial após a posse e decidem adotar postura mais participativa
Brasília. Na primeira reunião oficial após a posse no dia primeiro de fevereiro os deputados da bancada cearense no Congresso decidiram por unanimidade adotar uma postura mais participativa na defesa dos interesses do Estado junto ao Governo Federal.
Clique para Ampliar
Por solicitação do deputado Danilo Forte (PMDB-CE), um dos oito novatos da bancada, será agendada uma reunião com o governador Cid Gomes para que os deputados e senadores sejam inteirados do andamento dos projetos estruturantes, como o da refinaria da Petrobras, o projeto da siderúrgica e da Mina de Tatáia.

"A bancada como um todo carece de informações sobre os projetos estruturantes. A única fonte de informações sobre os projetos é a imprensa do Estado e muitas vezes temos informações contraditórias, vamos ter uma reunião com o governo do Estado para saber realmente em que pé estão os projetos", informou Danilo Forte.

O coordenador da bancada cearense, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que é uma decisão dos parlamentares "se tornarem mais protagonistas, mais representantes do Ceará em Brasília. Principalmente os deputados novos têm que conhecer os projetos, para poder defende-los e acompanhar a execução orçamentária", explicou.

Em relação aos cortes feitos no Orçamento, o coordenador da bancada fez uma avaliação de que o impacto será pequeno apesar dos cortes. "Os principais investimentos no Estado fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) e desta forma os investimentos foram preservados", disse Guimarães.

O deputado Danilo Forte informou que a bancada vai tentar recuperar os recursos que estavam previstos para investimentos na área de Ciência e Tecnologia. "Vamos tentar recuperar os recursos da emenda dos peritos irrigados. As outras duas emendas já era previsto que pudessem ser cortadas".

Em relação às emendas individuais dos parlamentares, por sugestão do deputado Ariosto Holanda (PSB) será realizada uma reunião com o líder do governo, Candido Vacarezza (PT-SP).

Sobre a coordenação da bancada no Congresso foi decidido que a questão só entrará em pauta depois do Carnaval. Segundo Forte, apenas Gorete Pereira (PR) e José Arnon (PTB) demonstraram interesse em entrar na disputa pelo cargo.

Ane FurtadoSucursal

Nenhum comentário:

Postar um comentário