quarta-feira, 30 de maio de 2012

Barbalha está pronta para sua maior festa, e turistas já começam a chegar à cidade

A cidade de Barbalha já começou a receber turistas de toda parte do país, além dos filhos da terra que residem fora da cidade. Nesta época hotéis e posadas não só da cidade, mais de outros municípios ficam superlotados, o comercio também supera as expectativas com as vendas na verdade, a economia local cresce em vários aspectos.

Na verdade Barbalha já está totalmente transformada para esse evento. A festa do padroeiro que começa nesse domingo dia 2 de junho. Nesse dia, o município de 55 mil habitantes se transforma em um verdadeiro caldeirão da cultura popular. Mesmo sendo uma festa religiosa ha séculos, não deixa de lado o profano. São mais de 55 grupos folclóricos dos mais tradicionais, inclusive da época do padre Ibiapina como os Penitentes Irmãos da Cruz do sítio Cabeceiras. Na verdade é uma diversidade cultural, de cores e brilho nas vestes dos brincantes que fazem parte da cultura popularem Barbalha. Alémdos grupos folclóricos tradicionais, existem também os grupos formados pelos alunos da rede municipal de ensino que participam dos grupos - para-folclórico são mais de 5o grupos do folclore mirim.

Na abertura oficial dos festejos ao padroeiro já começa com alvorada de fogos às 5 da manhã com carro de som pelas ruas da cidade, através da música de Luz Gonzaga, a “A festa de Santo Antônio em Barbalha é de primeira a cidade toda corre, pra ver o pau da bandeira”... Com esse anúncio os barbalhenses se despertam e vão participar da maior festa religiosa e folclórica do Brasil. Às 9h00 da manhã celebração de missa na Igreja Matriz de Santo Antônio que recebe centenas de devotos de Santo Antônio de várias partes do Cariri. Logo após, os grupos folclóricos saem em desfile pelo corredor cultural no centro da cidade até o Largo do Rosário onde se apresentam.

Já ao meio dia, centenas de homens os devotos de Santo Antônio sobem ao pé da serra, no sítio São Joaquim onde buscam a madeira que servirá para o mastro da bandeira de Santo Antônio. É um Jacarandá de22 metrosde cumprimento, duas toneladas e meia. À árvore foi cortada foi cortada há quinze dias e se encontra na chamada “cama” a espera dos homens que o transportaram nos ombros atém a Igreja Matriz de Santo Antônio por volta das 17 horas e ser fincado ao lado da pracinha, onde milhares de pessoas estão à espera. Nesse dia são mais de 350 mil pessoas espalhadas por toda parte da cidade. São vários palcos descentralizados no centro da cidade com músicas e o tradicional forró pé-de-serra. Na noite do dia 2 domingo, no Parque da Cidade as apresentações artísticas serão abertas coma cantora Elba Ramalho. Na parte social serão 60 apresentações artísticas gratuitas durante os dez dias de festa na cidade, incluindo artistas da terra e regionais e nacionais. Este ano, o município fará homenagem ao rei do baião – Luiz Gonzaga no ano do seu centenário e ao jornalista barbalhense radicado em Fortaleza, Edilmar Norões, além de outras personalidades da cultura popular.

As entradas da cidade todas já estão decoradas, o Parque da Cidade e o centro com balões e portais com diversas cores, além de já estarem espalhados pelas ruas do centro da cidade, os bonecos gigantes personalizados que representam as figuras da cultura popular de Barbalha.

A segurança em toda a cidade é outra preocupação dos organizadores e, para isto, já foram realizadas diversas reuniões com o Comando do 2º BPM, Delegado de Polícia Civil e comandante do Pelotão da PM em Barbalha, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária, DEMUTRAN, Agente de proteção ao menor, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), em fim uma rede de proteção ao menor será montada através da Vara da Infância da comarca local. O esquema de segurança envolverá cerca de 300 homens da PM além de seguranças particulares.

A “Noite das Solteironas” abrirá a parte social da festa no dia 02 sábado. Oficialmente, a Festa de Santo Antônio começa no dia 03 de junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário