terça-feira, 29 de maio de 2012

Para ministro, greve dos professores das federais é precipitada


O Ministro da Educação, Aloízio Mercandante, em coletiva realizada na última quarta-feira (23), defendeu que paralisação dos professores das universidades federais foi precipitada. "Eu não vejo porquê uma greve neste momento, neste cenário, em que o governo mostra todo o seu compromisso para manter o acordo, abre negociação, temos tempo para negociar e há uma greve deflagrada", afirmou o ministro.


Ao todo, são 44 universidades federais paralisadas por tempo indeterminado, além de três institutos federais. Os professores reivindicam a reestruturação da carreira e melhores condições de trabalho.

Veja abaixo a íntegra da coletiva de Mercadante:



Nenhum comentário:

Postar um comentário