sábado, 26 de maio de 2012

Prorrogada até 1º de junho a campanha de vacinação contra gripe


Quem ainda não se vacinou contra a gripe ganhou alguns dias para se proteger da doença. O Ministério da Saúde prorrogou a 14ª Campanha de Vacinação contra Gripe em uma semana, até o dia 1º de junho.
Até a manhã da última quinta-feira, 24 de maio, 676.121 doses haviam sido aplicadas no Ceará, cobertura de 51,52% da população de 1.312.787 crianças de seis meses a menores de 2 anos, trabalhadores das unidades de saúde que fazem atendimento para influenza, gestantes, indígenas e idosos a partir de 60 anos. Para atingir a meta de 80% de cobertura, os municípios devem vacinar ainda 373.770 pessoas no novo prazo da campanha.


Até a manhã de quinta-feira, as coberturas estavam em 60,41% das crianças de seis meses a menores de 2 anos, 61,59% dos trabalhadores em saúde, 48,73% das gestantes, 54,34% dos indígenas e 49,27% dos idosos. A campanha nacional de vacinação contra a gripe vai até sexta-feira, 25 de maio. No Estado, 14 municípios já alcançaram a meta de 80% de cobertura. Em todo o Brasil, a cobertura é de 55%.

O objetivo da campanha nacional de vacinação contra a gripe é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações por infecções pelo vírus da influenza na população que precisa de mais proteção. Além da vacina contra a gripe, a campanha também oferece a vacina pneumococo 23 valente, contra doenças invasivas pelo pneumococo, intensificação da imunização contra hepatite B para a faixa etária até 29 anos e vacina dupla adulto, contra difteria e tétano. Quem ainda não se vacinou deve ir a um posto de saúde do seu município. As doses de vacina contra a gripe disponíveis nos postos de saúde de todos os municípios é suficiente para imunizar toda a população-alvo da campanha.

Estudos demonstram que a vacinação contra influenza pode reduzir entre 32% a 45% do número de hospitalizações por pneumonias, e de 39% a 75% da mortalidade global. Entre os residentes em lares de idosos, pode reduzir o risco de pneumonia em aproximadamente 60%, e o risco global de hospitalização e morte em cerca de 50% a 68%. A população-alvo da campanha está sendo imunizada com a vacina trivalente, que protege contra influenza B (gripe sazonal), influenza A (H3N2) e influenza A (H1N1).

Fonte: Sesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário