sexta-feira, 4 de março de 2011

DEMANDA ALTA Faltam passagens de ônibus para o Interior do Estado

Transporte do sistema de vans saindo do terminal é opção. Serão 181 viagens/dia ou 1.267 viagens/Carnaval

Clique para Ampliar
Usuários reclamam da falta de passagens para diversas cidades e não só para os municípios litorâneos
FOTO: KIKO SILVA
4/3/2011 


A medida que aumenta a procura por passagens de ônibus na Rodoviária Engenheiro João Thomé, intensifica-se também a insatisfação do público. Ontem, fim de tarde e início de noite, os boxes das empresas de transportes que cobrem as várias regiões do Estado apresentavam grande movimentação de pessoas que buscavam garantir seus bilhetes nos últimos dias que antecedem o Carnaval 2011.

"É um absurdo. Pretendo passar o Carnaval com a família, em Banabuiú, e só encontro passagem para o domingo à noite. Isso só acontece em razão de terem permitido o ´´monopólio´´ do transporte rodoviário no Estado, antes não tinha esse tipo de problema", afirmou a auxiliar de enfermagem Leila Maria Ferreira (46).

O auxiliar administrativo, Kelton Rômulo de Paulo (21), estava indignado de não vê possibilidade de conseguir passagem para a cidade de Mundaú. "Já estive aqui no terminal, na parte da manhã e disseram que talvez à tarde alguma informação fosse dada sobre horários de viagens extras, no entanto, até agora, nada, e se eu quiser viajar terei que encontrar outra maneira", disse revoltado.

Francisco Gregório de Araújo (40), contador, mostrou sua insatisfação ao sair do boxe da empresa que cobre a cidade de Viçosa do Ceará e saber que não tinha mais passagem.

"Antes dessa mudança que gerou a hegemonia de algumas empresas, a dificuldade que se tinha era de encontrar passagens no Carnaval para as cidades litorâneas. Agora está generalizado, é para qualquer lugar", reclamou.

De acordo com a administração do Terminal Rodoviário Engenheiro João Thomé, a estimativa para o período de 3 a 9 (sete dias), é de que 76 mil passageiros passem pelo terminal, contra 31 mil registrados na mesma quantidade de dias em período normal, o que representa um acréscimo de 145% no número de passageiros.

Demanda
Já o número de ônibus terá um acréscimo de 57%. Em dias normais a frota é de 350 ônibus, para o Carnaval serão 550. O número de viagens será aumentado em 1.300, passando de 2.200 para 3.500, o que dá um porcentual de 59%.

A administração estima que nos três terminais rodoviários (João Thomé, Messejana e Antonio Bezerra) alcance, no Carnaval, o fluxo de 159 mil passageiros. A coordenadoria de fiscalização do Departamento Nacional de Trânsito (Detran-CE) aponta o aumento da cobertura feito através do sistema de "Vans", como uma opção que surge no reforço para desafogar a demanda das empresas.

Desde 2006 que a Cooptrater já operava no terminal, mas a partir de fevereiro último, as cooperativas Coottrece, Transcoopce e Cootace passaram também a integrar o terminal. Serão transportados pelas topics cerca de 25.340 passageiros nesse Carnaval.

ADALMIR PONTEREPÓRTER

Nenhum comentário:

Postar um comentário