sexta-feira, 4 de março de 2011

Economia se recupera e PIB sobe 7,5% em 2010, aponta IBGE


Com a retomada após a crise, a economia brasileira reverteu o resultado ruim de 2009 e avançou 7,5% no ano passado, segundo dados relativos ao PIB (Produto Interno Bruto), divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
O percentual é o maior desde 1986, quando houve a mesma alta. No entanto, a metodologia da série foi modificada em 1996. Em 2009, o PIB havia apresentado retração de 0,6% --a primeira na atividade econômica desde 1992. Com o crescimento mais arrefecido na parte final do ano, o PIB subiu 0,7% no quarto trimestre de 2010, em relação aos três meses imediatamente anteriores. Na comparação com o período de outubro a dezembro de 2009, a economia registrou alta de 5,0%.
Em valores correntes, o PIB alcançou R$ 3,675 trilhões em 2010. O PIB, que mostra o comportamento de uma economia, é a soma das riquezas produzidas por um país --é formado pela indústria, agropecuária e serviços. O PIB também pode ser analisado a partir do consumo, ou seja, pelo ponto de vista de quem se apropriou do que foi produzido. Neste caso, é dividido pelo consumo das famílias, pelo consumo do governo, pelos investimentos feitos pelo governo e empresas privadas e pelas exportações.
O investimento, medido pela chamada FBCF (Formação Bruta de Capital Fixo), aumentou 21,8% no ano passado, em relação a 2009. No quarto trimestre, se comparado aos três meses imediatamente anteriores, houve crescimento de 0,7%; em relação a igual trimestre em 2009, o IBGE aponta alta de 12,3%.
A taxa de investimento no ano passado representou 18,4% da formação do PIB. Em 2009, significava 16,9%. O setor industrial teve incremento de 10,1% frente a 2009. Em relação ao período de julho a setembro, a indústria apresentou recuo de 0,3% em sua atividade; na comparação com o quarto trimestre de 2009, houve avanço de 4,3%.
Já o setor de serviços registrou alta de 5,4% sobre 2009. Em relação ao terceiro trimestre, o PIB dos serviços aumentou 1,0%; em relação aos últimos três meses de 2009, observou-se incremento de 4,3%.
O setor agropecuário teve desempenho 6,5% superior ao longo de 2010. No quarto trimestre, o PIB do setor teve redução de 0,8% na comparação com o trimestre anterior; em relação ao último trimestre de 2009, a agropecuária teve alta de 1,1%.
O consumo das famílias registrou incremento de 7,0% no ano passado. Quando confrontado com o terceiro trimestre, nota-se alta de 2,5% no consumo das famílias de outubro a dezembro de 2010; na comparação com o quarto trimestre de 2009, foi verificada alta de 7,5%.
O consumo do governo em 2010 cresceu 3,3%, segundo o IBGE. No último trimestre do ano passado, foi notado queda de 0,3% frente aos três meses imediatamente anteriores; na comparação com o quarto trimestre de 2009, houve alta de 1,2%.
REVISAO
O IBGE revisou os dados dos trimestres do ano passado que já haviam sido divulgados. No primeiro trimestre, a economia avançou 2,2% ante os três meses imediatamente anteriores --anteriormente tinha apresentando expansão de 2,3%.
No segundo trimestre, a revisão também apontou um percentual menor --de acréscimo de 1,8% para 1,6%. Já no terceiro trimestre, o crescimento passou de 0,5% para 0,4%

Nenhum comentário:

Postar um comentário