sexta-feira, 25 de março de 2011

Irreverência e luta marcam Jornada Nacional pela Educação


Depois da primeira grande passeata realizada na terça-feira (22) em São Paulo, os estudantes brasileiros saíram às ruas novamente nesta quarta (23) em diversas capitais do país. Organizada pela União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), a Jornada Nacional de Lutas continua a todo vapor e o destaque das atividades fica por conta do Rio de Janeiro (RJ) e de Belo Horizonte (MG).

São Paulo

Na capital paulista, o passe livre foi uma das principais bandeiras da manifestação:



Em São Bernardo (SP), a passeata seguiu até o Paço Municipal, onde os cerca de 500 alunos, fizeram novas manifestações, munidos de cartazes e faixas. "Hoje pagamos abusivos R$ 2,90 para ter acesso a filmes, peças de teatro e para poder ir até uma biblioteca fazer pesquisas. Educação não se faz somente na escola", destacou o presidente da Ares ABC (Associação Regional dos Estudantes Secundaristas do ABC), Vinícius Carvalho.



Minas Gerais


A Jornada Nacional de Lutas em Belo Horizonte saiu rumo à Assembléia de Minas para reinvindicar a estadualização da UEMG (Universidade Estadual) e a aprovação do novo PNE (Plano Nacional de Educação):



Rio de Janeiro

A passeata ocorrida nesta quarta-feira (23) na capital do Rio de Janeiro contou com a irreverência do grêmio estudantil do Liceu Nilo Peçanha:



Ceará

Nesta terça-feira (22), os estudantes de Medicina da Universidade Federal do Ceará foram as ruas em defesa da saúde.



Em Fortaleza uma manifestação aconteceu na manhã desta quinta-feira (24), no centro de Fortaleza. Estudantes reclamaram do aumenta das passagens de ônibus.



Paraná


Em Pato Branco, o protesto realizado pelo Diretório Central dos Estudantes da UTFPR contra a PL 134/2010, que encarece o transporte público e tira os direitos reservados a população, agitou a cidade.



Pernambuco

Seja de trajes de banho ou apenas sem camisas, os estudantes de engenharia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) protestaram nesta quarta-feira (23) contra a falta de climatização nas salas de aula da Área 2, do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) e do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG). A mobilização que se intitulou "saunas de aula" reuniu alunos de outros cursos da universidade. O reitor Amaro Lins afirmou que o prazo final para instalação dos aparelhos de ar-condicionado é 4 de abril.




Rondônia

O calor também motivou os alunos de uma escola de Ji-Paraná a mostrarem, nesta terça-feira (22), atitude contra a falta de ventilação nas salas.



Bahia

Protesto dos estudantes nas ruas de Feira de Santana contra o aumento da passagem de transportes públicos.




Leia mais:
-Atos no Rio e em BH deram o tom da jornada de lutas nesta quarta

Nenhum comentário:

Postar um comentário