terça-feira, 29 de março de 2011

PATRIMÔNIO CULTURAL Sítio Fundão reabrirá acervo

A entrega da área contará com presenças de autoridades locais das cidades de Juazeiro do Norte, Barbalha e Crato

Crato Será inaugurada, hoje, a casa sede do Sítio Fundão, uma Unidade de Conservação Ambiental, localizado no sopé da Serra do Araripe, a 3Km desta cidade. A solenidade, marcada para às 10 horas, contará com a presença do presidente do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), Paulo Henrique Lustosa, e do superintendente interino da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), Ricardo Araújo que, segundo o gerente regional da Semace, João Josa de Melo, vão anunciar a execução da segunda etapa do projeto. Nessa primeira etapa foram usados R$ 200 mil.

Clique para AmpliarA entrega da área contará com presenças de autoridades locais dos três Municípios da Região do Cariri diretamente beneficiados - Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. A solenidade será antecedida de uma caminhada às margens do canal do Rio Granjeiro que foi parcialmente destruído pelas chuvas. Os ambientalistas querem chamar a atenção para os problemas ambientais do Município.

Planta original
A restauração da casa obedeceu fielmente à planta original, construída pelo antigo proprietário, ambientalista Jéferson da Franca Alencar (falecido), em taipa, técnica construtiva vernacular à base de argila (barro) e cascalho, com o objetivo de erguer uma parede, única no Estado, com dois andares.

O antigo proprietário teve o cuidado de conservar não apenas toda a vegetação (flora e fauna), mas o acervo material, inclusive, um engenho de madeira que não foi restaurado.

A restauração da casa de taipa é apenas o início de um amplo projeto do Governo do Estado que contempla a nova sede do escritório da Semace - Cariri e uma unidade da Companhia de Polícia Militar Ambiental (CPMA), além da restauração do engenho de pau que, no momento, encontra-se coberto pelo mato.

Dificuldade
Por enquanto, até o acesso para o Sítio é difícil. Só passa carro com tração nas quatro rodas. Josa justificou que não teve condições de recuperar o acesso porque as chuvas não permitem a entrada de um trator. Os visitantes terão que deixar os veículos do lado de fora do parque e caminhar cerca de 1Km.

O parque disporá de segurança armada para proteger os visitantes, alunos secundaristas e universitários que terão, no local, ambiente propício às pesquisas relacionadas ao meio ambiente. Toda e qualquer visitação, em grupo, obrigatoriamente deverá ser guiada, ou seja, acionada junto a gerência do parque. Pesquisadores e pessoas interessadas em conhecer mais uma Unidade de Conservação Ambiental do Estado podem dirigir-se à Semace do Crato para obter melhores informações quanto a sua utilização.

Para o presidente do Conpam, Paulo Henrique Lustosa, a conclusão do projeto do Sítio Fundão "é uma vitória da população do Cariri que agora disporá de uma área de grande valia à sociedade, seja quanto a preservação ambiental, com fauna e flora da região conservados, mas, sobretudo, constitui-se em verdadeiro oásis dentro da cidade do Crato, por ser Unidade de Conservação (UC) urbana". A flora local é bem diversificada e podem ser encontrados ali espécies do Cerrado, composição florestal e os remanescentes da Mata Atlântica, com grande diversidade biológica.

Localizado a apenas 3 quilômetros do Centro da cidade do Crato, o Parque Estadual Sítio Fundão foi criado pelo Governo do Ceará em junho de 2008, quando deixou de ser uma propriedade particular. É gerenciada pela Semace, com vegetação nativa preservada e, ainda, flora diversificada.

MAIS INFORMAÇÕES 
Escritório Regional da Semace - Município do Crato

Rua Coronel Secundo, 255

Telefone: (88) 3102.1288

Antônio VicelmoRepórter

Nenhum comentário:

Postar um comentário