quarta-feira, 23 de março de 2011

TRANSPORTE DE PASSAGEIROS Juazeiro inicia instalação de taxímetro

Os usuários de táxi em Juazeiro passarão a ter maior controle sobre o preço do serviço com os veículos com taxímetros
Juazeiro do Norte. Os primeiros veículos com taxímetros começam a circular em Juazeiro a partir desta semana, após testes de verificação e inclusão dos selos de qualidade do Instituto Nacional de Metrologia Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).



Clique para Ampliar

Uma equipe da agência regional do órgão, no Município, passa por treinamento esta semana para continuar o processo de fiscalização. Serão cerca de 280 táxis circulando pela cidade com o novo equipamento, mas até o momento não chega a 100 o número dos que já estão com o aparelho. Juazeiro é a primeira cidade do interior do Estado, fora da Região Metropolitana de Fortaleza, a implantar o serviço.

Para muitos taxistas, o serviço veio tarde. "Já deveria ter sido implantado há muitos anos, já que Juazeiro é uma cidade com fluxo permanente de turistas", afirma o taxista Antônio Tenório. "Há 20 anos trabalhei em São Paulo e utilizei o taxímetro em meu veículo. Mesmo depois de tantos anos, é muito importante o uso do equipamento", ressalta.

Uma equipe de seis técnicos da agência regional recebe o treinamento na parte de implementação dos selos, exames quilométricos e por hora e também na parte administrativa. Os testes metrológicos foram realizados no Bairro Novo Juazeiro, numa área menos movimentada da cidade. Até a manhã de ontem, passaram pelo crivo de qualidade do órgão cerca de 30 veículos. Todos os anos, o Inmetro estará emitindo a selagem com certificado de verificação.

Segundo o diretor técnico do Inmetro, José Lobo Filho, com a implementação do serviço, a fiscalização por parte do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) deve ser mais ostensiva. Nesses casos, no momento da fiscalização, deve ser averiguado principalmente se houve o rompimento do lacre.

Caso isto ocorra, o motorista será autuado e poderá receber multa que varia de R$ 100,00 a R$ 150 mil. Uma das problemáticas enfrentadas pelos taxistas era justamente na hora de repassar o preço da corrida para o consumidor. Não havia uma padronização dos valores e isso acabava sendo, muitas vezes, conforme Antônio Tenório, meio constrangedor. 

Mas o próprio consumidor, no caso das cobranças abusivas, ou se achar que algo está errado com o equipamento, deve entrar em contato com o Inmetro e fazer a denúncia para que o taxímetro seja reavaliado. "Se o consumidor tiver dúvida em relação ao lacre, se houve ou não violação ou tiver algum problema técnico, é só anotar a placa do veículo e denunciar na agência regional", orienta o diretor técnico.

Os taxistas aguardam ansiosos para começar a utilizar o aparelho. Tanto o profissional como os consumidores saem ganhando com o serviço. A regularização na cidade encerra um período de problemas entre taxistas e usuários dos serviços, pela falta de um parâmetro de cobrança das corridas.

Os veículos também recebem pintura padrão, na cor branca, que pode ser feita até o dia 1º de janeiro de 2016. No Município do Crato foi iniciado o processo de discussão para implantação do equipamento, que passará pela Câmara Municipal.

Controle
"A partir de agora deve haver uma fiscalização mais ostensiva por parte do Demutran em Juazeiro"
José Lobo FilhoDiretor técnico do Inmetro

MAIS INFORMAÇÕES
Agência Regional do Inmetro
Avenida Padre Cícero, 2081
Santa Tereza - Juazeiro do Norte (CE)
Telefone: (88) 3511.7763

ELIZÂNGELA SANTOSREPÓRTER

Nenhum comentário:

Postar um comentário