sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

TRAGÉDIA NA SERRA Dilma promete 6 mil casas no Rio

As residências serão subsidiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida. O prazo de entrega não foi divulgado
Clique para AmpliarRio de Janeiro. A presidente Dilma Rousseff anunciou na tarde de ontem a construção de 6.000 casas no Rio de Janeiro para atender às famílias atingidas pelas chuvas na região serrana do Estado. Elas serão subsidiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida, e o governo estadual arcará com as prestações de R$ 50 dos beneficiários com renda familiar de até três salários mínimos.

O anúncio foi feito durante encontro com empresários de 12 construtoras que decidiram doar a construção de duas mil casas também para atender às vítimas das chuvas. Neste caso, o governo estadual vai arcar com o terreno e a infraestrutura dos locais dos imóveis.

Sem prazo
Os empresários afirmaram que ainda não há estimativa de custos para a construção dos apartamentos ou casas doados. Dilma também não deu prazo para a conclusão das obras anunciadas pelo governo federal. Segundo Dilma, o governo vai financiar o mapeamento de áreas de risco em cidades do país. Disse ainda que é necessário estruturar defesas civis municipais, para atender de forma mais próxima a população atingida por tragédias no Brasil.

"Com os recentes eventos da natureza, como Katrina, tsunamis e furacões em todo o mundo, precisamos de unidades emergenciais municipais que orientem a população sobre o que fazer", disse. Ela lembrou que também serão priorizados recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para um mapeamento de áreas de risco, bem como de equipamentos para "evitar catástrofes".

No Rio, o programa habitacional abrange cerca de 22 mil unidades. "Parte dos recursos que estamos antecipando para a região serrana já integra o Programa Minha Casa, Minha Vida 2", disse a presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário